on 18 de outubro de 2012

Preciosidades do Museu da Presidência da República
poderão ser apreciadas no Multiusos de Guimarães
27 e 28 de Outubro de 2012

A Expo Clássicos - 5º Salão de Automóveis e Motos Antigos, no ano em que Guimarães é Capital Europeia da Cultura, apresentará uma coleção de carros da Presidência da República.
Viaturas em que viajaram, por exemplo, o Papa João Paulo II, a rainha Isabel II de Inglaterra, o General Franco, Óscar Carmona, Craveiro Lopes, Américo Tomás, Ramalho Eanes e Mário Soares, poderão ser apreciadas de perto, numa oportunidade única, nos dias 27 e 28 de outubro, no Multiusos de Guimarães.
As preciosidades, provenientes do Museu da Presidência da República, estarão em exposição no certame promovido pela Tempo Livre e pelo Clube de Automóveis Antigos de Guimarães (CAAG), com o apoio da Câmara Municipal de Guimarães. 
Desde o Rolls Royce Phantom V, passando pelos Vanden Plas Princess, Cadillac Sixty Two, Packard Super Eight, Volkswagen LT, Mercedes-Benz 560 SEL, Mercedes-Benz 600 S Pullman, Mercedes 770 W07 e o Citroën CX25 Prestige estarão no Multiusos de Guimarães valorizando o certame que já é uma referência do setor dos clássicos. 

Com o espaço expositivo completamente esgotado, a Expo Clássicos de 2012 terá, além dos carros da Presidência da República, exposições temáticas e áreas de comércio de veículos - particulares, comércio (peças, motociclos e velocípedes c/s motor, automobilia), clubes de automóveis e motos e exposições temáticas. Em simultâneo, o certame contará com a realização de passeios e concentrações de clubes de automóveis e motos antigos.
A Expo Clássicos estará aberta ao público no dia 27 de outubro (sábado) das 10h00 às 23 horas e no dia 28 de outubro (domingo) das 10h00 às 20 horas.
“Num curto período de tempo, a Expo Clássicos conquistou o seu espaço e afirmou-se como um evento importante na promoção e divulgação dos automóveis e motos clássicos, do mesmo modo que valoriza e potencia os setores de atividade associados”, lembra Aníbal Rocha, Diretor-Executivo da Tempo Livre, destacando que “a exposição temática de carros da Presidência da República, no ano em que Guimarães é Capital Europeia da Cultura, demonstra que a Expo Clássicos está alicerçada, vigorosa e determinada a encarar os desafios do futuro”.


Contribuindo para a divulgação do património cultural e histórico que constituem os automóveis e motos antigos, a Expo Clássicos tem por objetivo promover o conhecimento, a promoção e a divulgação junto de colecionadores e admiradores de veículos de propulsão mecânica construídos até 31 de Dezembro de 1987, a aquisição e troca de veículos, restaurados ou para restauro, peças, equipamentos, acessórios e ferramentas da época e a aquisição e troca de livros, manuais, brinquedos e miniaturas.
No ano passado - contando com 120 expositores que preencheram todos os espaços disponíveis do Multiusos de Guimarães - a Expo Clássicos registou uma excelente participação de público, cerca de 15 mil entradas, confirmando-se o certame como um evento de referência. O interesse que a Expo Clássicos suscita junto do público e dos expositores perspetiva, aliás, um novo êxito na edição de 2012.
A Expo Clássicos tem o patrocínio da Hermotor - Ford, Super Bock, Vitalis, Sumol, Gelados Olá e Bogani (fornecedor oficial), sendo media partners a Topos & Clássicos, Motor Clássico, Notícias de Guimarães, Rádio Santiago, O Comércio de Guimarães, Desportivo de Guimarães e O Povo de Guimarães.




Os carros da Presidência na Expo Clássicos

Rolls Royce Phantom V
Com matrícula de Novembro de 1960, este Rolls Royce Phantom V foi adquirido pelo Estado Português em Fevereiro do ano seguinte e colocado ao serviço da Presidência da República para o que era considerado “serviço extraordinário especial”. Foi o carro do então Presidente da República, almirante Américo Tomás, em numerosos atos oficiais e diversas cerimónias protocolares, tendo nele viajado, por exemplo, o Papa João Paulo II e a rainha Isabel II de Inglaterra

Vanden Plas Princess
Em Maio de 1967, o Vanden Plas Princess foi adquirido novo pelo Estado Português por 470 contos na moeda anterior, e, no mesmo ano, registado em nome da Presidência da República. É um automóvel muito espaçoso (5/7 lugares), de interior refinado e folheado a madeiras raras, que foi considerado, na Grã-Bretanha, o “carro dos políticos”.

Cadillac Sixty Two
Entrou na Alfândega de Lisboa em Julho de 1954 e, nesse mesmo mês, foi adquirido pela Presidência da República, sendo colocado ao serviço do então Chefe de Estado, general Craveiro Lopes. 
A Cadillac foi a primeira construtora de automóveis a incluir a luz elétrica nos seus modelos e igualmente a primeira a montar caixas de velocidades sincronizadas, que constituíam uma inovação da própria marca, assim como uma capota de fecho automático com sensores de chuva.

Packard Super Eight
Esteve vinculado à Presidência da República até Abril de 1959. O modelo Super Eight de oito cilindros foi produzido até ao início da Grande Guerra de 1939-45, altura em que os moldes e carroçaria foram cedidos à então URSS, após pedido do ditador soviético Estaline ao presidente norte-americano Roosevelt, dando origem à gama do ZIS-110 russo.

Volkswagen LT
Em Julho de 1981, o furgão foi adquirido pelo Estado Maior do Exército para transporte de pessoal, e em Maio de 1982 foi solicitada a sua transferência para serviço da Presidência da República. No ano seguinte, foi convertido em Viatura de Comunicações, dele fazendo parte várias antenas de HF, VHF, TV e rádio; emissores/receptores e repetidores; aparelhos de TV, gravador vídeo e de rádio; auto-rádio, teleimpressora, um gerador com bateria, etc.

Mercedes-Benz 560 SEL
O 560 SEL esteve ao serviço da Presidência da República entre Janeiro de 1990 e Outubro de 2002. Possui características pioneiras como, em algumas versões da marca, a transmissão automática de cinco velocidades, o para-brisas aquecido, portas de abertura servo-assistida e as primeiras janelas com vidros duplos.

Mercedes-Benz 600 S Pullman
Adquirido durante a presidência do Almirante Américo Tomás, o imponente Mercedes 600 Sédan foi matriculado em Fevereiro de 1966, e adstrito ao “serviço do protocolo de Estado e de Representação”. Com transmissão automática, direção assistida e potentes travões de disco, o motor do Mercedes 600 S fornece também a energia necessária ao funcionamento do sistema hidráulico que regula a posição dos assentos, do vidro que separa o motorista dos passageiros, tal como das portas, das suspensões e da tampa da bagageira.

Mercedes 770 W07
Foi matriculado a 9 de Junho de 1938 em nome da polícia política do governo de então, a Polícia de Vigilância e Defesa do Estado (PVDE).
No mesmo mês, entrou ao serviço do Presidente Óscar Carmona. Blindado e com pneus e vidros à prova de bala, do modelo, também designado por Grosser Mercedes, foram fabricados 119 exemplares, dos quais 42 blindados. Além de terem sido utilizados por altos funcionários nazis, foram-no igualmente por alguns chefes de Estado, como o italiano Benito Mussolini, o soviético Joseph Staline, o espanhol Francisco Franco, ou o imperador Hirohito do Japão que adquiriu três exemplares. 

Citroën CX25 Prestige
A limusina CX25, não blindada, foi colocada ao serviço do Presidência da República na vigência do primeiro mandato de Mário Soares. Herdeiro dos DS e dos posteriores ID, o Citroën CX Prestige é uma viatura de generosas dimensões que a marca produziu, na versão blindada, especificamente para grandes executivos e personalidades políticas.