on 23 de outubro de 2013


NOTA DE IMPRENSA

Na sequência das noticias vindas a público e que nos dão conta das nomeações que foram levadas a cabo na passada Sexta-Feira, a Concelhia de Vizela do CDS/PP não podia ficar indiferente com a entrada de mais pessoal para a Câmara Municipal de Vizela.
Numa altura em que o Município  está em TOTAL RUPTURA FINANCEIRA e se prepara para pedir um empréstimo no valor de TRÊS MILHÕES DE EUROS À CGD e sobre o qual os Vizelenses vão pagar só de juros, UM MILHÃO E OITOCENTOS MIL EUROS, para que o  PAEL (empréstimo estatal) de OITO MILHÕES DE EUROS, nos seja concedido, num Município em que os impostos a cobrar aos vizelenses subiram para o máximo,  era expectável que o Sr. Presidente da Câmara, no pleno uso das suas faculdades mentais,  não admitisse mais pessoal, tanto mais que os serviços funcionaram até agora com o pessoal existente e que, como todos os Vizelenses sabem  é excedentário!
Assim, são mais QUATRO elementos do P.S. de Vizela que farão parte do Gabinete de Apoio ao Presidente e Assessoria à Vereação do P.S. entre eles, O FILHO DO SR. PRESIDENTE DA CÂMARA.
A falta de ética demonstrada pelo Sr. Presidente da Câmara ao admitir para assessor do Executivo Camarário  do nosso Município, o seu próprio filho, é inqualificável e são estas e outras atitudes que fazem  com que cada vez mais  as pessoas  não acreditem nos políticos e ponham em causa a própria ciência política.
É lamentável que assim seja!

Pela Comissão Política Concelhia do CDS/PP
A Presidente,
Cidália Cunha