on 25 de novembro de 2013


COMUNICADO

No âmbito do processo implementado pelo Governo PSD/CDS-PP, com o objetivo de proceder ao encerramento de Serviços de Finanças por todo o País, a Câmara Municipal de Vizela, atentas as necessidades dos vizelenses e a importância dos serviços de proximidade para a população, reitera a discordância com esta decisão, o qual, ao longo dos últimos três anos tem tomado posições que prejudicam gravemente o concelho de Vizela e os vizelenses, designadamente com o corte de mais de 10 milhões de euros em investimentos decorrentes da execução das Habitações Sociais, da requalificação da Escola Secundária e da conclusão da estrada Paralela à E.N. 106.
Contudo, esta realidade imposta pelo Governo PSD/CDS-PP de pretender encerrar o Serviço de Finanças de Vizela, passados, apenas, dois anos de ter efetuado um investimento de 500 mil euros na sua requalificação, não espanta o Executivo Municipal, na medida em que se trata do mesmo Governo que, sem conhecer a realidade do Concelho, decidiu acabar com duas freguesias, sem ouvir ou respeitar a vontade da população e contra a vontade do Partido Socialista.
Deste modo, a Autarquia informa que o Sr. Presidente da Câmara está solidário com a iniciativa de concentração pela defesa da secção de finanças de Vizela, que se realizará no dia 26 de novembro de 2013, pelas 08h30, em frente às respetivas instalações, sitas no Largo das Polés, n.º 318.

Câmara Municipal de Vizela,
25 de novembro de 2013