on 10 de dezembro de 2013

Adelina Clarisse Monteiro da Cunha
Vizela, 10 de dezembro de 2013

Comunicado

Como é do domínio público, na campanha para as últimas Eleições Autárquicas apoiei pessoalmente a candidatura do Partido Socialista à Câmara Municipal de Vizela, liderada pelo senhor Dinis Costa, por comungar dos princípios que norteiam a ação do Partido Socialista na busca de uma sociedade mais livre, mais justa, mais solidária.
Aceitei com orgulho o convite para apoiar Dinis Costa porque acreditei nas suas capacidades para implementar um projeto sustentável de desenvolvimento do concelho de Vizela centrado nas pessoas e, simultaneamente, de reequilíbrio da situação financeira do Município.
Na sequência das recentes notícias vindas a público, dando conta de novas admissões de pessoal, nomeadamente favorecendo familiares e amigos do senhor presidente, quartando a possibilidade de progressão de carreira aos funcionários já contratados, vejo-me, pois, forçada a tornar público o meu mais profundo desagrado pela ação deste Executivo.
Em consciência, apoiei a candidatura do PS encabeçada pelo senhor Dinis Costa porque me fora garantido que, numa época de enormes dificuldades e constrangimentos para as famílias, a gestão Autárquica seria centrada nas pessoas, em prol da comunidade.
Perante as recentes decisões, das quais me demarco em absoluto, não poderia deixar de manifestar a minha desilusão e deceção, sentimento partilhado pelos inúmeros cidadãos a quem tive oportunidade de apresentar e defender o manifesto eleitoral do Partido Socialista de Vizela.
Enquanto candidata independente eleita pelo PS para a União de Freguesias de Caldas de Vizela (S. Miguel e S. João) manterei as minhas funções de secretária, honrando o compromisso que assumi. No âmbito da missão que me foi confiada, tudo farei para servir os cidadãos, como aliás sempre o fiz no exercício da minha vida profissional e pessoal.

Cordialmente,
Clarisse Cunha