on 15 de janeiro de 2014

JSD elege como prioridade uma nova dinâmica de participação política


Um concelho em que jovens têm um papel mais interventivo e mais espaço de acção na definição do rumo do futuro colectivo é o grande objectivo enunciado pela recém eleita Comissão Política Concelhia da JSD Guimarães. Foi este o desígnio eleito por Tiago Laranjeiro, o novo Presidente desta estrutura política para o mandato que agora inicia, num jantar que reuniu 230 jovens na Quinta das Laranjeiras, em Sande São Lourenço. Para isto, a JSD está a trabalhar na reconstrução de uma rede de militância e de participação que actue em todo o território concelhio, num exercício de abertura da estrutura política ao envolvimento dos mais jovens.

Tiago Laranjeiro afirmou que a estrutura que agora lidera pretende dar voz aos problemas dos jovens do concelho, procurando também soluções para esses mesmos problemas. Conta para esse efeito com os mais de 40 autarcas eleitos com menos de 30 anos indicados pelo PSD nas últimas eleições autárquicas, pretendendo afirmar uma acção política com tónica particular na proximidade entre eleitos e eleitores.

A JSD Guimarães desafia a lógica de concentração do investimento público da Câmara Municipal na cidade, esquecendo os dois terços da população que vivem fora desta. Um “centralismo de acção gerador de desigualdades que se reflectem nas dificuldades de emprego, na mobilidade e no acesso à cultura e ao desporto por parte dos jovens”, afirmou Tiago Laranjeiro. É por isto, defende, que é necessário dar voz aos jovens Vimaranenses, nos diferentes palcos de intervenção e discussão, sejam eles políticos, como as Assembleias de Freguesia, ou de outra natureza, como é  o caso do Conselho Municipal de Juventude para as associações juvenis.

André Coelho Lima, largamente elogiado pela recém eleita Comissão Política da JSD, valorizou o contributo que os jovens podem dar à vida da sociedade. Apelou à participação dos jovens na definição da sociedade, uma participação que vá “da decisão mais pequena à mais significativa”. “É esta vontade de intervir e de mudar o que está à nossa volta que deve trazer os jovens para a política”, afirmou Coelho Lima.

Também Simão Ribeiro, Secretário-Geral da JSD Nacional, afirmou o comprometimento da estrutura que representa na definição de novas formas de participação política. “Defendemos e defenderemos no próximo Congresso do PSD uma nova relação de confiança entre eleitores e eleitos, que repense o Estado e o modelo de sociedade que temos”, afirmou o também deputado da Assembleia da República pelo Porto.

Emídio Guerreiro, Secretário de Estado da Juventude e Desporto, salientou o desafio que a JSD enfrenta nos dias de hoje, que é preciso mostrar aos jovens que a política faz sentido e merece o seu envolvimento, para se atingir uma sociedade mais justa e mais livre.

No jantar da JSD Guimarães participaram também muitos autarcas actuais e passados do PSD local,
O jantar de tomada de posse da JSD Guimarães contou com a presença de muitos autarcas e históricos do PSD local, como António Xavier, mas também com vários antigos líderes desta estrutura.