on 18 de março de 2014


Santo Tirso dedica Poesia aos 40 anos do 25 de Abril

Entre 21 e 29 de março, cerca de quatro dezenas de iniciativas marcam a «Poesia Livre»

O Município de Santo Tirso vai assinalar o Dia Mundial da Poesia com cerca de 40 iniciativas, dedicadas, este ano, ao 25 de Abril. «Poesia Livre» contará com animação de rua, exposições, saraus poéticos, teatro, dramatizações, um tributo a Zeca Afonso e os concertos de Sérgio Godinho e Francisco Fanhais. Durante nove dias, entre 21 e 29 de março, a poesia vai andar, literalmente, pelas ruas de Santo Tirso. “Antes e depois da Revolução dos Cravos, muitos poetas portugueses escreveram sobre os ideais de liberdade e solidariedade, contra a ditadura. Foi neste contexto que nasceu a ideia do Município de Santo Tirso criar a «Poesia Livre». Uma iniciativa que tem em vista prestar uma homenagem a esses poetas”, explica o presidente da autarquia, Joaquim Couto.

A «Poesia Livre» vai espalhar-se pelos vários espaços da cidade, com pequenos espetáculos de declamação, promovidos não só pela autarquia, mas também por diversas instituições do concelho que se associam à iniciativa. “O programa envolve cerca de 25 instituições do Município, como escolas e associações culturais e recreativas, estimulando a sua participação e criatividade na área das letras”, revela Joaquim Couto. 

Logo no dia 21, sexta-feira, a «Poesia Livre» estará no Largo Coronel Baptista Coelho. O teatro «Os Quatro Ventos» interpreta «A Liberdade do Pato Bitato» em três sessões: 10h00, 11h00 e 14h30. Nos 40 anos do 25 de Abril, a história rimada de um pato traquina pode ser uma forma simples, mas clara, de abordar o conceito de Liberdade. Especialmente dirigida ao público mais pequeno, esta encenação, alegre e divertida, pretende mostrar as “asneiras” deste pato e a forma como ele vai aprendendo, à sua medida, o sentido da responsabilidade.

No mesmo dia, em frente aos Paços do Concelho, uma largada de pombos assinalará, simbolicamente, a Liberdade, enquanto no átrio da Câmara Municipal, se inaugura a exposição «114440», 11 poetas e 11 artistas que, sob o signo da amizade, deram as mãos [44] e criaram poesia (acrescida de interpretação artística) que exulta e celebra 40 anos de abril. À noite, pelas 21h30, será altura de prestar um Tributo a Zeca Afonso, no auditório CINEART, junto ao Centro Comercial dos Carvalhais. 

Para além dos cafés com poesia e música, dos soirées poéticos, e das sessões de poesia organizadas um pouco por todas as freguesias do Município de Santo Tirso, o destaque para a programação da «Poesia Livre» vai para o dia 23 de março, domingo, pelas 17h30. O átrio da Câmara Municipal vai receber uma conversa concerto com Francisco Fanhais, o conhecido intérprete da música portuguesa de intervenção. 

No dia 24, segunda-feira, a declamação de poesia volta à rua. Desta vez, numa iniciativa promovida pelo Colégio de Santa Teresa de Jesus, os alunos vão até à Praça 25 de Abril, em frente aos Paços do Concelho, pelas 14h30, para dramatizar «Sophia da Liberdade». 

Outro dos destaques da programação acontece no dia 26 de março. Da parte da manhã, os alunos da Escola Básica da Ponte irão celebrar a Liberdade. «Próxima paragem: Poesia Livre» consiste numa viagem de comboio entre Vila das Aves e o Porto, onde os alunos irão surpreender os passageiros, com declamações de alguns versos.

As comemorações da «Poesia Livre» terminam a 29 de março, com um dos momentos altos desta iniciativa da Câmara Municipal de Santo Tirso. Pelas 21h30, no átrio da autarquia, Sérgio Godinho vai ajudar a reviver abril através da música.