on 7 de maio de 2014


Pacheco Pereira em conferência em Riba de Ave
“Em Riba de Ave conheci a realidade do mundo fabril”

José Pacheco Pereira foi o orador convidado da conferência sobre os 40 anos de democracia que a Junta de Freguesia de Riba de Ave organizou, no âmbito das Comemorações do 25 de Abril no último Sábado, dia 3 de Maio. Perante um auditório repleto, o historiador e comentador político lembrou as liberdade de expressão alcançada com a Revolução, depois de “48 anos de ditadura sem um único dia sem censuras”. Apesar da crise dos últimos anos, Pacheco Pereira enumerou outras conquistas conseguidas pelo regime democrático, como a mobilidade social e a criação de uma classe média, a redução da taxa de mortalidade infantil e do analfabetismo que singrava em Portugal.

O passado em Riba de Ave
A conferência foi também ocasião para Pacheco Pereira recordou a sua ligação de juventude à vila de Riba de Ave, tendo sido fundador e sócio número 6 da COOPRAVE, Cooperativa de Consumo daquela freguesia. “Foi em Riba de Ave que conheci a realidade do mundo fabril, hoje ignorado pelos jornalistas, o valor do trabalho e da sua dignidade e o valor da mulher no mundo do trabalho”, afirmou José Pacheco Pereira.
Desses tempos de opositor do regime salazarista, o historiador recordou ainda o episódio de um concerto que a COOPRAVE organizou com o cantor Zeca Afonso, que acabou por não se realizar por ter sido impedido pela PIDE, num acto censório que ficou na memória de muitos em Riba de Ave.

Para Susana Pereira, Presidente da Junta de Freguesia, foi “um privilégio termos connosco uma figura da craveira de Pacheco Pereira a partilhar histórias e experiências que marcaram um período e o caminho para a liberdade e democracia em que hoje vivemos”, realçando “a importância destas comemorações para despertar consciências, em particular entre os mais jovens”.