on 26 de junho de 2014





DECISÃO FOI NO PASSADO DIA 24 DE JUNHO TOMADA EM REUNIÃO PÚBLICA DO EXECUTIVO MUNICIPAL

CÂMARA DE SANTO TIRSO APROVA REDUÇÃO DO TARIFÁRIO DA ÁGUA PARA O ANO DE 2014

A maioria socialista que compõe o executivo municipal liderado por Joaquim Couto aprovou  dia 24 de junho em reunião pública de Câmara, um novo tarifário de abastecimento de água no concelho que se traduz numa ligeira redução dos preços a pagar pelos consumidores ao longo do ano de 2014. O decréscimo dos encargos com a tarifa da água em Santo Tirso é o resultado da aprovação de uma candidatura pelo POVT-Programa Operacional Temático Valorização do Território em infraestruturas no Vale do Ave, na ordem dos três milhões de euros, o que se vai refletir diretamente numa descida do tarifário que entrará em vigor a partir do dia 1 de julho.

Fruto do diálogo estabelecido entre os Municípios de Santo Tirso e da Trofa, que também é abrangida pela concessão, e a empresa concessionária – a Indaqua –, foi possível chegar a um consenso que beneficiasse de uma forma mais acentuada os clientes com consumos do tipo doméstico, ou seja, aqueles que cabem no 1º escalão.

Para Joaquim Couto, presidente da Câmara de Santo Tirso, “as partes envolvidas na negociação levaram em linha de conta as dificuldades socioeconómicas por que passam os agregados familiares do concelho e chegaram a um entendimento em que todos saem a ganhar”.

Em face da perspetiva de aprovação pelo POVT da candidatura apresentada aos fundos comunitários, e uma vez que o financiamento das infraestruturas previstas para as freguesias de S. Salvador do Campo, Vilarinho, S. Tomé de Negrelos e EN 105 (55 km de extensão de rede), tinha impacto nos valores da água, a atualização do tarifário não se verificou no início do ano, mas apenas agora, o que vai implicar uma alteração ao contrato de concessão assinado entre os Municípios de Santo Tirso e da Trofa e a concessionária.

Na reunião de Câmara ordinária de hoje, o executivo municipal deliberou aprovar, por unanimidade, a atribuição de um subsídio a diversas associações de pais, no valor de cerca de 30 mil euros, para pôr em marcha o MIMAR verão, o programa pela primeira vez lançado no concelho por Joaquim Couto para proporcionar às crianças do 1º Ciclo atividades durante as três interrupções letivas.

Joaquim Couto considerou no final da reunião de Câmara que “o MIMAR é um programa reconhecido por toda a comunidade educativa e pelos encarregados de educação, pela riqueza e diversidade do projeto e pelas experiências que promove, favorecendo o crescimento saudável e o enriquecimento pedagógico e cultural das crianças do concelho”.

No MIMAR verão, foi proporcionada a ida à praia das crianças do 1. Ciclo, com a oferta de atividades desportivas orientadas por profissionais especializados e com ações de sensibilização para a proteção da pele. Ao todo, o Município de Santo Tirso já investiu cerca de 200 mil euros no programa, desde o início do ano letivo 2013-2014.

Aprovado por unanimidade foi também um subsídio de cinco mil euros a favor de instituições sociais do concelho, para que estas possam organizar as já tradicionais colónias de férias durante o verão. A Câmara decidiu ainda atribuir um subsídio de mil euros cada à União de Freguesia de Santo Tirso, Couto (Santa Cristina e S. Miguel) e Burgães e à União de Freguesia de Campo (S. Martinho), S. Salvador do Campo e Negrelos (S. Mamede), para a organização da “Semana de Santa Cristina” e “Festas da Vila”, respetivamente, bem como de 500 euros para a Comissão de Festas de S. João do Carvalhinho, em Burgães.

Todos os restantes pontos da Ordem do Dia foram aprovados por unanimidade.