on 30 de junho de 2014

VISITAS GUIADAS COM PARTILHA DE HISTÓRIAS PESSOAIS
Muralha de Guimarães redescoberta em roteiro turístico concebido por cidadãos

Munícipes visitaram exterior da muralha, mas também a que se encontra intramuros! Próximo “Guias Improváveis” realiza-se a 12 de julho com Belmiro Jordão, Ministro da Venerável Ordem Terceira de São Francisco.

Um “Percurso pela Muralha de Guimarães” assinalou a estreia da nova temporada de um conjunto de encontros turísticos informais intitulados “Guias Improváveis”, organizados pela Câmara Municipal de Guimarães. O vimaranense Miguel Bastos foi o anfitrião da primeira visita guiada numa iniciativa que terá, este ano, mais três edições e que se prolonga até ao mês de setembro.

Ao longo de quase duas horas, as cinco dezenas de participantes, número que superou a afluência verificada em anteriores edições, puderam descobrir vestígios da muralha que se encontra distribuída pela cidade de Guimarães, além de terem tido a oportunidade de subir à Torre da Alfândega, onde está a inscrição “Aqui Nasceu Portugal”, beneficiando de uma vista privilegiada sobre a Alameda de São Dâmaso e o Largo do Toural.

“Guias Improváveis” é um programa onde convidados vimaranenses e residentes temporários propõem um novo roteiro de visita turística em Guimarães, revelador de uma determinada perspetiva, uma memória ou até de uma história desconhecida.

«A nossa cidade esconde pequenos tesouros!», ouviu-se, com frequência, durante a realização da visita-guiada por Miguel Bastos, um apaixonado pela história de Guimarães, que apresentou como tema a realização de um percurso pela muralha, numa «cidade única e especial» que se distingue pelo seu património, pessoas, capacidade empreendedora e pelo sentimento de pertença da sua população residente.

Formado em Engenharia Civil pela Universidade do Porto, com uma pós-graduação em Estruturas, sendo também licenciado em Filosofia na variante “Estética e Artes”, tendo frequentado as disciplinas de “Arquitetura Medieval” e “Arte Medieval”, Miguel Bastos prossegue um objetivo no sentido de devolver a muralha aos vimaranenses e visitantes: a sua memória, o que se conserva e a sua fruição, com particular ênfase na Torre da Alfândega.

«Era importante recuperar algumas das zonas da muralha e permitir que se fizessem visitas guiadas a determinadas áreas que, atualmente, são de acesso interdito e/ou limitado», sugeriu Miguel Bastos, autor de uma proposta apresentada no âmbito do Orçamento Participativo, tendo em vista a possibilidade de ser efetuada uma intervenção que permita a sua fruição pelos munícipes.

Entusiasmados, os participantes iniciaram o périplo na Estátua do Rei D. Afonso Henriques, junto ao Paço dos Duques de Bragança, realizando em seguida todo o percurso da muralha que se encontra visível e intramuros. «Esta foi uma experiência fabulosa, demonstrativa da história que Guimarães possui e preserva», afirmou uma das participantes no programa de foro turístico.

HISTÓRIAS E MEMÓRIAS SOBRE GUIMARÃES
A partilha de um património vivencial foi uma aposta lançada em 2012, tendo dado origem a variados “Guias Improváveis”, apaixonados por Guimarães, que desvendaram amavelmente os segredos até agora não revelados sobre a sua cidade, partilharam histórias e memórias sobre a sua infância pelas ruas da cidade e fizeram sentir o verdadeiro espírito acolhedor vimaranense.

Pretende-se que cada “Guia Improvável” apresente um percurso, ao longo do qual irá partilhar as suas experiências, dando a conhecer o seu ponto de vista sobre Guimarães percorrendo a história e alguns dos seus locais mais emblemáticos. Cada visita é pensada como se fosse destinada para um grupo de amigos, com os quais se pretende partilhar uma visão pessoal da sua cidade natal ou de acolhimento com tempo suficiente para partilhar histórias e memórias.

Com exceção do mês de agosto, o cronograma para a edição deste verão de “Guias Improváveis” contempla ainda iniciativas similares nos dias 12 e 26 de julho e 06 de setembro, das 10 às 12 horas. Belmiro Jordão, Ministro da Venerável Ordem Terceira de São Francisco, é o convidado do segundo sábado de julho, enquanto António Magalhães, ex-Presidente do Município de Guimarães, participará na edição do dia 26. José Bastos, Vereador da Cultura, será o “Guia Improvável” a 06 de setembro, num percurso pelos bastidores do CCVF e da Plataforma das Artes e da Criatividade.