on 24 de julho de 2014




Secretário-geral do PS visitou Moreira de Cónegos
António José Seguro reúne forças em Moreira

Depois da passagem do candidato António Costa (PS) pelo concelho de Vizela, também António José Seguro, candidato e atual secretário-geral do Partido Socialista não perdeu a oportunidade e reuniu as “tropas” em Moreira de Cónegos para o combate eleitoral de 28 de setembro.

O encontro com os socialistas decorreu no Centro Cultural e Recreativo de Moreira de Cónegos na sexta-feira passada, dia 20 de Junho, pelas 18h30. Com um auditório do CCR bem composto e repleto de militantes dos concelhos de Vizela, Guimarães, Santo Tirso e da distrital de Braga, António José Seguro viu as suas energias recarregadas e elevadas para a campanha eleitoral que ditará internamente qual será o próximo candidato socialista para as eleições legislativas. 
Paulo Renato Faria foi o primeiro a usar da palavra neste encontro de militantes e aproveitou logo por agradecer a nova passagem por Moreira de Cónegos e relembrou a primeira passagem do secretário-geral há 24 anos para formalizar o núcleo da juventude socialista de Moreira de Cónegos. Depois desta, foram várias as alturas que António José Seguro passou por Moreira quer como candidato quer como militante a apoiar outras listas socialistas. Paulo Renato Faria apresentou-se como um militante de base que ouve o que os militantes e a população pensa acerca da atual situação do Partido Socialista e comentou “depois de umas eleições autarcas que todos ajudamos a construir um resultado ímpar no país, depois de vencermos umas eleições europeias, de estarmos num país governado por um Governo de direita, num país com um Presidente da República de direita e vencer duas eleições imediatamente a seguir é obra de um Partido Socialista forte e só um secretário-geral forte é que consegue fazer isto” atestou. “Temos um país a olhar para nós, para o PS, e que não compreende esta situação e até como se costuma dizer na minha terra “está varado com toda esta situação”, porque não percebem como depois de vencer duas eleições alguém questiona o secretário-geral que tem acompanhado as freguesias ao longo de tantos anos, tem estado nos momentos certos e não compreende sobretudo quando algumas pessoas ressuscitaram, apareceram agora neste momento com empenho, com dedicação eletrizante que não tiveram nas eleições europeias”, “se todos esses tivessem dedicado 50% à campanha das europeias, o PS teria tido um resultado bem melhor”, “Estamos aqui para te ajudar a que tu sejas o próximo primeiro ministro de Portugal” finalizou Paulo Renato Faria.

Seguiu-se António Braga, antigo ministro e dirigente socialista que aproveitou também para elogiar o carácter de António José Seguro e a “competência de um político capaz de compor, de contruir propostas, de as defender e depois dar seguimento a elas”. Isabel Coutinho, líder nacional das mulheres socialistas, aproveitou por “agradecer ao secretário-geral o orgulho em ter um secretário-geral como o António José Seguro, um homem dedicado, sério, que luta pelas suas causas e pelos seus objetivos”. 
“Nós quisemos iniciar estar jornadas não numa capital, não numa capital de distrito, quisemos estar junto do povo, aqui em Moreira de Cónegos, junto do povo socialista que as lideranças devem estar” referiu o deputado da AR Miguel Larangeiro na sua intervenção. E continuou: “Queria saudar todos os presidentes de junta como o Paulo Renato Faria, que são homens como ele, que não aparecem nas televisões, que dão o seu melhor 24 horas por dia, sete dias por semana, para defender os valores e os ideais do Partido Socialista”, “este é um grande partido que nos tem dado grandes vitórias” atestou.

Antes da usar da palavra António José Seguro, Fernando Moniz, presidente da distrital de Braga do PS, que afirmou ter Braga a apoiar o secretário-geral e referiu “Também estou “varado” parece que o PS está a ser alvo de um assalto à mão armada, em que alguns se puseram atrás da moita à espera que partido passasse para lhe cair em cima. É como aqueles que sempre deixaram as castanhas quentes para quem está junto ao lume, mas agora querem tomar conta do assador. Nós não vamos permitir isso, porque temos um líder forte e de grandes convicções”.
E após os discursos de apoio, chegou a vez de António José Seguro falar. “Estou com muito gosto em Moreira de Cónegos, terra que conheço bem, onde tenho bons amigos mas também neste distrito de Braga e neste concelho do país que é Guimarães, e quero saudar todos. O Paulo Renato, velho amigo, com mais cabelos brancos do que eu, disse aqui que há muitas pessoas que estão varadas, é um misto de surpresa e indignação porque o PS ganhou as eleições europeias e nunca se viu na democracia um partido ter ganho e o seu líder ser contestado”, “alguém ficou com medo, não de mim, mas de todos nós que estamos aqui pelas causas de um país. Isto para dizer que a política só faz sentido se for nobre” atestou António José Seguro que saiu do CCR Moreira de Cónegos blindado de apoio e de “barriga cheia” depois da passagem pela Feira dos Vinhos e Gastronomia promovida pelos escuteiros de Moreira de Cónegos.