on 30 de dezembro de 2014




CERTAME DECORREU EM VÁRIOS ESPAÇOS DA CIDADE
1º Festival Internacional de Guitarra de Guimarães privilegiou formação artística

Evento realizou-se durante quatro dias em vários locais de Guimarães. Concurso internacional juntou perto de uma centena de participantes. Formação de estudantes para o ensino artístico especializado foi um dos objetivos do certame, que terminou esta segunda-feira.

Concertos, um concurso internacional de guitarra e masterclasses, com a presença de Dejan Ivanovich, da Croácia, e Michalis Kontaxakis, da Grécia, guitarristas de renome mundial, abrilhantaram a primeira edição do Festival Internacional de Guitarra de Guimarães, evento promovido pela Sociedade Musical de Guimarães – Academia de Música Valentim Moreira de Sá, com o apoio do Município de Guimarães, entre outras entidades.
O certame procurou dotar todos os participantes das ferramentas essenciais à sua formação como músicos profissionais, através do contacto com guitarristas conceituados no contexto internacional que acederam partilhar a sua experiência, o que constituiu uma oportunidade para troca de conhecimentos resultantes de escolas e ensinos diferentes.
«Guimarães é uma cidade europeia de cultura, que tem de continuar a afirmar-se com a realização de atividades formativas e produtivas. Este é um compromisso da Câmara Municipal no âmbito cultural e, na segunda edição, podem contar com uma maior disponibilidade da Autarquia para dar uma maior dimensão a este festival, de modo a que a guitarra clássica seja, também, uma das expressões culturais mais significativas de Guimarães», afirmou Domingos Bragança, Presidente do Município, após ter assistido ao concerto inaugural e ter procedido à entrega de prémios referentes ao concurso internacional.
O programa do evento abriu no Paço dos Duques de Bragança com um concerto do “Duo Kontaxakis – Ivanovich”, composto pelos guitarristas de renome mundial e vencedores de alguns dos maiores certames de guitarra do mundo Dejan Ivanovich, da Croácia, e Michalis Kontaxakis, da Grécia, responsáveis pelas Masterclasses que ao longo do festival decorreram em vários espaços da cidade e cujas vagas esgotaram um mês e meio antes do início do certame.



«Queremos realizar anualmente o festival, e colocá-lo na rota obrigatória de festivais da especialidade», referiu o guitarrista Nuno Cachada, diretor artístico do Festival Internacional de Guitarra 2014 e docente da Academia de Música Valentim Moreira de Sá. Paralelamente, no Centro Cultural Vila Flor, decorreu o Concurso Internacional de Guitarra Cidade de Guimarães, que juntou no júri Dejan Ivanovich e Michalis Kontaxakis a figuras com nome reconhecido no panorama português como Ricardo Cerqueira, Ricardo Abreu, Vítor Gandarela, João Carneiro, Marco Ferreira, Daniel Lemos e José Pedro Campos.
O Festival Internacional de Guitarra de Guimarães pretendeu criar, cativar e fidelizar um público específico, bem como potenciar uma nova atitude de aproximação à guitarra clássica. O evento pretendeu, igualmente, ser um reforço da intensa atividade pedagógica e cultural realizada pela Academia de Música Valentim Moreira de Sá que se carateriza, ao longo destes últimos anos, pela realização anual de mais de centena e meia de eventos musicais, entre concertos, recitais, audições, intercâmbios culturais, concertos pedagógicos, ópera, operetas, musicais e outros espetáculos.




| 1º Concurso Internacional de Guitarra “Cidade de Guimarães” |

Categoria A
1º Prémio: Rui Agostinho Sousa (Portugal)
2º Prémio: Mariana Costa Pinheiro (Portugal)
3º Prémio: João António Martins Guilherme (Portugal)
Menção Honrosa: Guilherme Oliveira Maia (Portugal)
Menção Honrosa: Leonor Pinto Morais (Portugal)

Categoria B
1º Prémio: Mario Pinto Mateos (Espanha)
2º Prémio: Maria Francisca Vieira (Portugal)
3º Prémio: Margarida Pinho Fonseca (Portugal)
Menção Honrosa: Gonçalo Francisco Fabião (Portugal)

Categoria C
1º Prémio: Moisés Araújo Ferreira (Portugal)
2º Prémio: João Pedro Esteves Araújo Sá Carvalho (Portugal)
3º Prémio: Rodrigo dos Reis Marques (Portugal)

Categoria D
1º Prémio: João Robim Dias Rocha (Portugal)
2º Prémio: Paulo Renato Gonçalves Vieira (Portugal)
3º Prémio: José Miguel Ferreira Henriques de Oliveira Martinho (Portugal)
Menção Honrosa: Henrique de Carvalho Moreira (Portugal)
Menção Honrosa: Matilde Rabaça Moller Freiria (Portugal)

Categoria E
1º Prémio: Robin Meys (Bélgica)
2º Prémio: Joaquim Santos Simões (Portugal)
3º Prémio: Filipe Neves Curral (Portugal)
Menção Honrosa: Márcio Silva (Portugal)
Menção Honrosa: Bruno Mateos (Espanha)
Menção Honrosa: Euclides Gomes (Portugal)
Menção Honrosa: José Luís Duarte da Silveira (Portugal)
Menção Honrosa: Francisco Bereny (Portugal)
Menção Honrosa: Pedro Pereira (Portugal)