on 8 de dezembro de 2014


História marcou os festejos da Morávia e do Jornal O Cónego

A Associação Juvenil de Moreira de Cónegos e o Jornal O Cónego festejaram no passado dia 23 de novembro o seu 17º aniversário. A efeméride não passou ao lado da direção da Morávia que preparou uma tarde no Centro Pastoral de Moreira de Cónegos cheia de animação e boa disposição. No evento, que contou com teatro, humor, música, recordações e apontamentos multimédia, marcaram presença várias dezenas de amigos, colaboradores, assinantes do jornal O Cónego e parceiros destas duas instituições. 


Logo no arranque das celebrações, João Ferreira, diretor do Jornal, aproveitou para enaltecer o papel de uma juventude que se disponibiliza a fazer algo em grupo e a fazer com a qualidade que têm demonstrado. Sobre a passagem de mais um aniversário do jornal, o diretor atestou que existe um caminho a percorrer em direção à maioridade do Jornal, ou seja até aos 18 anos de existência. Um caminho onde os patrocinadores são um dos elos principais, juntamente com uma direção ativa e cooperante por parte da Morávia.


E depois do primeiro discurso da tarde, veio os momentos culturais, primeiro pela cantora Maria João e segundo pelo grupo de Teatro do CAR que retratou os primórdios da constituição da Morávia e da criação do Jornal O Cónego. Através do humor e com a participação de jovens da vila, a peça da autoria de António Ferreira colheu vários elogios e gargalhadas a todos os presentes. As salvas de palmas no final da atuação foram demonstrativas da qualidade quer da peça quer da performance dos atores.

Seguiu-se o discurso de Maria José Marques, presidente da direção da Morávia, que aproveitou para agradecer a todos os que ajudam financeiramente a Morávia e relembrou a sua preocupação e o porquê de liderar a Morávia que passa por dar continuidade a um trabalho associativo que se preocupa com jovens e nas suas ocupações. Num discurso emotivo, aproveitou para “abrir as portas” e chamar todos aqueles que queiram colaborar com a associação e/ou jornal. No final, em surpresa, os elementos da associação ofereceram uma lembrança a Maria José Marques pelo seu esforço. 



Também da palavra usou Paulo Renato Faria, presidente da Junta de Freguesia de Moreira de Cónegos e fundador da Morávia, que aproveitou para destacar o papel dos fundadores do jornal O Cónego, de José Salgado que permitiu que a associação e o jornal tivessem uma sede e de Joaquim Pereira da farmácia que possibilitou o recomeço do jornal. Por sua vez, Paula Oliveira, vereadora da Câmara Municipal de Guimarães, destacou a importância do jornal, do seu impacto com os leitores que estão longe e que através deste as distâncias ficam mais reduzidas. A vereadora chegou mesmo a destacar o povo de Moreira de Cónegos dizendo que “a vila é muito rica em termos associativos e muito engrandecem, fortalecem e dignificam e orgulham Guimarães”. A fechar os discursos, Padre Matos usou da palavra para também dar os parabéns à associação e para reconhecer o talento destes jovens. No final do seu discurso deixou o desafio para que o 18º aniversário seja ainda muito maior e que as capacidades destes jovens possam ainda ser muito maiores.



O cantar dos parabéns encerrou as festividades e em convívio deu-se o corte do bolo e abriu-se o espumante. Uma festa de aniversário rica em atividades e onde o tempo passou despercebido.