on 29 de dezembro de 2014

Presidente da Câmara apresenta condolências pelo falecimento de D. Manuela Melo

Cerimónias fúnebres realizam-se esta terça-feira, 30 de dezembro, pelas 14:30 horas, na Igreja de São Francisco. Dedicou vida às causas sociais e dotou o Lar de Santo António de grandes e diversas benfeitorias. Faleceu aos 91 anos.
O Presidente da Câmara Municipal de Guimarães, Domingos Bragança, apresenta as mais sentidas condolências à família de Maria Manuela Folhadela de Melo da Costa Guimarães, Presidente de Honra, Sócia Benemérita e Sócia Honorária do Lar de Santo António, que faleceu este domingo à noite, 28 de dezembro.
Agraciada pelo Município de Guimarães com a Medalha de Mérito Social, em junho de 1997, foi recentemente homenageada numa sessão solene pública realizada a 27 de maio deste ano. Com o seu dedicado humanismo de amor ao próximo e às causas sociais, deu o seu contributo ao Lar de Santo António durante 22 anos, enquanto Presidente da Direção, no período entre 1983 e 2005. Posteriormente, durante mais nove anos, esteve ligada à instituição como Presidente da Mesa da Assembleia Geral, entre 2005 e 2013, transformando o Lar de Santo António numa referência no apoio à Terceira Idade.
No seu trabalho por causas sociais, arquitetou e outorgou um protocolo tripartido para apoio da então “Casa dos Pobres”, tendo como intervenientes a Câmara Municipal de Guimarães, o Ministério da Segurança Social e o Lar de Santo António, em 1985, e que hoje fornece 120 refeições diárias a pessoas mais carenciadas.

Manuela Melo foi uma das principais figuras na aquisição do atual edifício do Lar, então denominado Casa e Quinta do Salgueiral. Recuperou-o e transformou-o num lar residencial da Terceira Idade, hoje Lar de Santo António. Sob a sua égide, foi responsável pela construção do edifício complementar ao principal para apoio específico aos utentes acamados, denominado “Samaritano”.

Construiu, também, uma estrutura moderna onde funciona a valência dos serviços de Fisioterapia, com protocolo assinado com a ARS - Administração Regional de Saúde do Norte. Com este organismo, em fevereiro de 1996, formalizou um protocolo que contemplava 20 camas para apoio a grandes dependentes e que mais tarde viria a ser aumentado para 30 camas, estruturando um serviço médico de apoio a acamados da instituição.

O corpo de Maria Manuela Folhadela de Melo da Costa Guimarães encontra-se em câmara ardente na Igreja de São Francisco, onde esta terça-feira, 30 de dezembro, pelas 14:30 horas, será celebrada uma eucaristia, indo depois a sepultar, em jazigo de família, no cemitério da Atouguia, em Guimarães.