on 31 de dezembro de 2014

Parque da Ribeira do Matadouro com destaque internacional

WORLD LANDSCAPE ARCHITETURE, PUBLICAÇÃO DE REFERÊNCIA DA ARQUITETURA PAISAGISTA MUNDIAL, DÁ ENFOQUE A ESPAÇO VERDE DE SANTO TIRSO

A última edição da World Landscape Architeture, publicação de referência da arquitetura paisagista mundial, destacou o Parque Ribeira do Matadouro, localizado em Santo Tirso, entre as mais interessantes obras de arquitetura paisagista de todo o mundo.

Espaço verde de excelência, localizado no centro da cidade, o Parque Ribeira do Matadouro tem uma extensão de um hectare e meio, e é hoje parte integrante da estrutura ecológica do Município de Santo Tirso. A aposta da Câmara foi criar um espaço verde voltado para a interpretação da natureza, aberto à população e estimulando formas ativas e passivas de recreio.

Para o presidente da Câmara de Santo Tirso, Joaquim Couto, esta distinção é encarada com “um enorme orgulho”. “É sempre uma grande satisfação ver um projeto municipal reconhecido a nível internacional”, realçou, acreditando que o Parque da Ribeira do Matadouro “é um espaço que pode ser usufruído não só pela população do concelho, mas também por quem visite Santo Tirso”.

São exatamente as especificidades deste espaço verde que estão em destaque no artigo que a World Landscape Architeture dedicou, na sua última edição, ao Parque Ribeira do Matadouro. Na avaliação, a revista sublinha que o projeto “integra elementos naturais e artificiais que promovam estilos de vida urbanos de qualidade”.

“O objetivo geral foi o de estimular a população para a importância ambiental. Essa conquista deve-se a várias estratégias”, lê-se na reportagem da revista, onde se aponta a questão da utilização dos materiais e equipamentos que preenchem o parque: percursos interpretativos; uma ciclovia; preservação da vegetação arbórea existente; articulação deste espaço com o Museu Internacional de Escultura Contemporânea.
As estruturas Interpretativas, elementos de carácter escultórico, em fibra de vidro incorporam o mobiliário e equipamento urbano. Os objetivos do Parque Ribeira do Matadouro sistematizam-se em três componentes: ecológica, social e económica.

Por outro lado, houve a preocupação de minimizar a manutenção do parque, pelo que foram escolhidos materiais resistentes ao vandalismo bem como escolhidas espécies vegetais adaptadas às condições climáticas.

SEGUNDA FASE AVANÇA EM 2015
Este espaço de lazer resultou do projeto “Slow Fast Landscape”, realizado pela equipa "arq. arquitetos" para o concurso internacional Europan 9, e emergiu da requalificação paisagística da Quinta do Tapado, uma unidade agrícola encaixada no vale da ribeira do Matadouro.

Conjuntamente com os terrenos pertencentes ao Mosteiro de São Bento e do Vale do Rio Ave, o Parque Ribeira do Matadouro constitui uma importante cintura verde, voltada para a interpretação da natureza e aberta à população.

A segunda fase de intervenção no Parque Ribeira do Matadouro avançará no próximo ano, prevendo-se a expansão das zonas verdes em cerca de um hectare e meio. Por outro lado, está ainda contemplada a requalificação do edifício existente no local, para criação de um Centro de Juventude e várias iniciativas lúdicas e culturais que visam animar o espaço.