on 13 de janeiro de 2015


“UMA IMAGEM, UMA MEMÓRIA, UMA HISTÓRIA”
Arquivo Municipal promove iniciativa para recolha de património junto de vimaranenses

Cedência de fotografias, objetos ou outras referências à participação de vimaranenses na 1ª Grande Guerra é o primeiro desafio. Projeto tem por objetivo contar histórias, partilhando memórias.
O Arquivo Municipal Alfredo Pimenta, em Guimarães, está a solicitar aos vimaranenses a cedência de fotografias, objetos, cartazes e panfletos de monumentos, tradições, festas populares, entre outras temáticas de interesse histórico sobre o património e a história do concelho de Guimarães, no âmbito da iniciativa “Uma imagem, uma memória, uma história”.
Este projeto de proximidade visa reforçar o acervo do Arquivo Municipal, através da digitalização e divulgação do material recolhido, que fará posteriormente parte da realização de exposições e de conferências ao longo deste ano, acerca de temáticas tão diversificadas como as Festas da Cidade e Gualterianas, 1ª Guerra Mundial ou o 25 de Abril de 1974.
Nesta primeira fase, o Arquivo Municipal Alfredo Pimenta lança o desafio a vimaranenses e familiares de combatentes que partiram para a Grande Guerra para colaborarem nesta iniciativa, através de empréstimo ou digitalização de fotografias, documentos e objetos dos soldados que partiram para a guerra e dos que ficaram, das suas famílias, percursos e legados.
A 1ª Guerra Mundial representou um momento determinante, constituindo uma rutura profunda no percurso da história contemporânea europeia e mundial, cujos efeitos fraturantes marcaram e determinaram a História de Portugal.
Para comemorar o Centenário da Grande Guerra, o Município de Guimarães, através do Arquivo Municipal Alfredo Pimenta (AMAP), realizará várias atividades, entre as quais, uma exposição evocativa da Grande Guerra, na qual irá dar enfâse à história local, nomeadamente aos soldados e ao Regimento de Infantaria nº 20, enquanto parte integrante e indissociável da participação portuguesa no conflito de 1914-1918.
Além disso, associou-se, a par de outras instituições e municípios, ao projeto “Portugal 1914-1918”, promovido pelo Instituto de História Contemporânea (IHC) da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, cujas iniciativas são, em parte, convergentes com o programa do Município.
Para a cedência de material alusivo a efemérides, os vimaranenses cujos familiares ou amigos participaram no conflito de 1914-1918 devem contactar o Arquivo Municipal Alfredo Pimenta, através de correspondência eletrónica (arquivo.municipal@cm-guimaraes.pt) ou por contacto telefónico (253 421 246).