on 23 de fevereiro de 2015

PROTOCOLO CIENTÍFICO-PEDAGÓGICO

Câmara e Universidade do Minho levam ciência às escolas secundárias de Guimarães

Assinatura do protocolo “A minha Escola de Ciências” envolve também os Municípios do Quadrilátero Urbano. Projeto científico-pedagógico visa desenvolver nos alunos o gosto pela ciência.
O Município de Guimarães formalizou esta segunda-feira, 23 de fevereiro, um protocolo com a Escola de Ciências da Universidade do Minho para o desenvolvimento de atividades que potenciem a ciência e a curiosidade científica entre os jovens das escolas secundárias do concelho de Guimarães.
O projeto “A minha Escola de Ciências” foi oficializado no dia do 40º aniversário da Escola de Ciências, cujas comemorações contaram com a presença do Prémio Nobel da Paz 2007, Mohan Munasinghe, referência mundial em sustentabilidade ambiental.
O protocolo permitirá às escolas secundárias de Guimarães envolver os alunos em atividades científicas, efetuar visitas regulares à Universidade do Minho, além de poderem receber cientistas nos seus estabelecimentos de ensino, num alargado conjunto de atividades asseguradas maioritariamente pelo corpo docente da Escola de Ciências.
O objetivo é implementar nas quatro escolas de ensino secundário de Guimarães núcleos dinamizadores de iniciativas multidisciplinares que fomentem nos alunos a apetência pelas áreas científicas do conhecimento STEM (Science, Technology, Engineering and Mathematics).
O protocolo foi assinado pelo Presidente da Câmara de Guimarães, Domingos Bragança, pelo Reitor da Universidade do Minho, António M. Cunha, e pela Presidente da Escola de Ciências, Estelita Vaz, numa cerimónia onde esteve igualmente presente a Vereadora do Município de Guimarães com competências delegadas na área da Educação, Adelina Paula Pinto.
O acompanhamento e avaliação do projeto “A minha Escola de Ciências” será assegurado por uma Comissão constituída por um representante do Município, pelo coordenador dos professores das escolas parceiras e por um representante da Escola de Ciências.

FOTO: Nuno Gonçalves/UMinho