on 6 de fevereiro de 2015


COMUNICADO | 

A Câmara Municipal de Vizela vem por este meio informar que já manifestou, através de ofício enviado à ARS Norte, com conhecimento ao Sr. Ministro da Saúde, o seu desacordo com a medida de corte do alargamento do horário do Centro de Saúde entre as 20.00h e as 22.00h. Na missiva, a Autarquia de Vizela manifestou o seu desacordo por se tratar de uma Unidade de Saúde de excelência, a qual presta cuidados de saúde de qualidade e adequados às características e necessidades dos seus cerca de 16.000 utentes. A Câmara Municipal de Vizela opõe-se igualmente aos motivos apresentados para o corte, de que é uma das duas únicas Unidades de Saúde com prolongamento noturno no Norte e que, por isso, se trata de uma questão de equidade em relação às restantes. O Município de Vizela lembra que a Unidade de Saúde Familiar Novos Rumos realiza uma média de 2000 consultas por ano, ou seja, cerca de oito consultas diárias no horário entre as 20.00h e as 22.00h, pelo que não existe qualquer sombra de dúvida de que se trata de um serviço extremamente essencial no nosso Concelho. Pelo exposto, Câmara Municipal de Vizela, sempre atenta às necessidades e bemestar dos vizelenses e à importância dos serviços de proximidade para a população de Vizela, reitera a sua posição de discordância com a medida anunciada pela ARS Norte e corte do alargamento de horário da Unidade de Saúde Familiar Novos Rumos do Centro de Saúde de Vizela entre as 20.00h e as 22.00h. 

O Presidente da Câmara Municipal de Vizela, 
Dinis Manuel da Silva Costa 
3 de fevereiro de 2015