on 24 de fevereiro de 2015

DADOS ESTATÍSTICOS DE 2014
Guimarães aumenta notoriedade e capacidade de atrair turistas

Ocupação hoteleira em Guimarães registou um aumento de quatro pontos percentuais em 2014. Número de visitantes a equipamentos culturais aumentou 8,1%.

O concelho de Guimarães, de acordo com os dados estatísticos relativos a 2014, aumentou a sua notoriedade e capacidade de atrair visitantes, tendo como referência valores relativos à afluência turística na última década.
No ano passado, a taxa de ocupação hoteleira em Guimarães foi de 54,8%, o que confirma uma evolução crescente, segundo dados fornecidos pelas principais unidades hoteleiras do concelho: Pousada Santa Marinha, Hotel da Oliveira, Hotel de Guimarães, Hotel Fundador, Villa Hotel, Hotel do Toural e Hotel IBIS, que representam cerca de 70% da oferta hoteleira do Município.
2014 é, por isso, o ano de maior valor de registo de ocupação-quarto na hotelaria dos últimos 10 anos, com exceção de 2012, ano da Capital Europeia da Cultura. Apesar de um aumento de capacidade de oferta de alojamento, não só em hotelaria como em outras modalidades, com destaque para o alojamento local, cujos dados ainda não estão incluídos nesta análise, o concelho tem mantido taxas médias de Ocupação-Quarto acima dos 50%.
Em relação à Loja Interativa, Portugal, Espanha e França ocupam os primeiros lugares no ranking de nacionalidades que integram os registos de visitantes. Em 2014, verifica-se uma alteração de posicionamento inédito, com Portugal a ocupar a terceira posição (13%) e França (18%) a segunda, mantendo-se Espanha (36%) a liderar como principal mercado emissor.
Dos dados apurados em 2014, relativamente à origem por províncias dos visitantes espanhóis, verifica-se que 23% são oriundos da província espanhola mais próxima e com melhores acessibilidades a Guimarães – a Galiza. Valor idêntico (23%) é proveniente de Madrid, província espanhola com a maior população residente, seguindo-se Castela e Leão (11%), Catalunha (9%), País Basco (7%), Andaluzia (6%), entre outras.

Referência ainda para o Brasil, que consolida a sua posição de quarto lugar com 6% do total de visitantes e que apresenta a maior subida, mais do que duplicando o número total de visitantes (5.272) relativamente ao ano anterior (2.604). A análise estatística revela ainda que o período entre maio e setembro é o que regista maior número de visitantes na Loja Interativa. Estes cinco meses representaram, no ano de 2014, 65% do total de visitantes.


MAIS VISITAS A EQUIPAMENTOS CULTURAIS

O impacto do turismo no concelho de Guimarães é também avaliado com recurso a dados referentes à afluência de visitas a equipamentos culturais, nomeadamente, o Museu do Paço dos Duques de Bragança, o Museu de Alberto Sampaio e Plataforma das Artes e Criatividade. Neste particular, o último ano regista um aumento de 8,1% do número de visitantes (316.476), comparativamente com o ano anterior (291.018).
A Web tem-se assumido, igualmente, como uma importante forma de aceder à informação turística do Município, registando-se um contínuo aumento de visitas (+6,6%) e de páginas visitadas (+6,3%), no endereço eletrónico <www.guimaraesturismo.com>, durante o ano de 2014 (883.481) relativamente ao ano de 2013 (827.345), o que confirmam a utilidade e utilização desta ferramenta de comunicação. Neste website, é possível recolher todo o tipo de informação turística e ainda descarregar a generalidade das brochuras e mapas turísticos editados pelo Município.
A Câmara Municipal de Guimarães disponibiliza, também, uma Plataforma Interativa de Informação Turística que, além de um portal, onde os turistas recolhem informação antes da viagem, oferece uma versão mobile do website, assim como uma aplicação para smartphones - o Guimarães Mobitur - que permite obter informação validada pelo Município, desde casa e em dispositivos móveis, suportada numa ampla rede de WIFI gratuita.