on 19 de fevereiro de 2015

COMUNICADO
COLIGAÇÃO “VIZELA É PARA TODOS” PSD/CDS-PP

Diz um ditado popular que quem anda à chuva molha-se. Ora, nestes termos, ninguém a partir do momento que assume papéis públicos ou cargos políticos está imune num país democrático, à crítica.

Pois bem, as últimas considerações do Sr. Presidente da Câmara Dinis Costa, bem como de alguns Vereadores Iluminados e ainda de alguns Vereadores viracasacas e Vereadores inteletuais da treta, querem fazer dos Vizelenses parvos ou atrasados mentais. 

Ora que fique bem claro, a Coligação Vizela é Para Todos não o vai permitir.

Indo direto ao assunto: Como é do conhecimento público, há, sensivelmente um mês atrás a Câmara Municipal de Vizela, na pessoa do Sr. Presidente Dinis Costa, emitiu um comunicado, publicado no Plano Claro, que passo a citar: “A Câmara Municipal de Vizela informa que o Vereador André Filipe Oliveira de Castro assumiu hoje pelouros, após ter obtido decisão judicial, não limitativa, nem proibitiva, do exercício da actividade profissional com o referido cargo.”

Ora, passadas que foram várias semanas, sobre a emissão deste comunicado, chegamos à triste conclusão que, depois de muita tinta correr sobre o assunto, o Sr. PRESIDENTE CÂMARA DINIS COSTA MENTIU AOS VIZELENESES. E mentiu para tentar justificar o injustificável, querendo transmitir e fazer passar a ideia aos Vizelenses, que existia uma decisão judicial, (sentença definitiva) que afastava a hipótese de incompatibilidade de funções – vereador e advogado, relativamente ao Vereador André Castro.

Pedida uma certidão da referida decisão judicial, pela Coligação “Vizela é para todos”, esta foi, de imediata negada, pelo presidente Dinis Costa, alegando que estas decisões eram públicas.

Onde andará a famigerada decisão judicial que ninguém a encontra em lado nenhum?

E ninguém a encontra, porque simplesmente não existe.

Mas voltando ao cerne da questão: o Sr. Presidente Dinis Costa e o seu séquito de seguidores ludibriaram os Vizelenses, para, uma vez mais, justificarem uma medida desnecessária, despesista e de não contenção, aliás feita à imagem do que já tinha acontecido aquando da nomeação do filho do Sr. Presidente e dos amigalhaços para o Gabinete de Apoio à Presidência, que em abono da verdade, pouco mais fazem do que carregar, no fim do mês, os chorudos ordenados, pagos por todos os Vizelenses e que para informação de todos, orçará para as 4 pessoas, a módica quantia anual de mais de 100 mil euros

Voltando à questão central: o Sr. Presidente ao invés de conter a despesa e aumentar a receita, voltou mais uma vez a claudicar, fazendo aquilo que melhor sabe: aumentar a despesa, indo mais uma vez aos bolsos dos Vizelenses.

Nesta medida, voltamos assistir a mais um triste episódio da falta de rigor e contenção, continuando a ser confrontados com um aumento da despesa, sem qualquer fundamento ou justificação.

Mais, chamamos a atenção dos Vizelenses que, ao pagarem brevemente os próximos impostos, nomeadamente o IMI, (antiga contribuição autárquica), parte do vosso/nosso dinheiro irá parar aos bolsos desta gente, que nada mais faz do que se governar à custa do trabalho dos Vizelenses.

Em conclusão, estamos perante mais um triste episódio da desgovernação do nosso Município, restando-nos PEDIR, se ainda existir algum pingo de respeito pelos Vizelenses, (que temos duvidas), e alguma réstia de dignidade Politica e vergonha na cara, que o Sr. Presidente Dinis Costa e restante executivo peçam a demissão dos seus cargos e devolvam ao Povo Vizelense a escolha, para que este possa escolher quem verdadeiramente os defenda e os possa governar, colocando, acima de tudo os seus reais interesses.

A Coligação “Vizela é para Todos” PSD/CDS-PP 
Vizela, 19 de Fevereiro de 2015