on 10 de março de 2015

A PARTIR DAS 16:15 HORAS

“Chá de Ciência” servido esta quarta-feira em Guimarães na Plataforma das Artes e Criatividade

A um mês de terminar a exposição “Era Uma Vez… Ciência para quem gosta de histórias”, vimaranenses são convidados a participar na iniciativa “Chá de Ciência”. A meio da tarde desta quarta-feira.

A Ciência Viva, a Universidade do Minho e a Câmara Municipal de Guimarães vão servir um chá de ciência esta quarta-feira, 11 de março, pelas 16:15 horas, na Plataforma das Artes e da Criatividade, em Guimarães, inspirados na exposição “Era Uma Vez… Ciência para quem gosta de histórias”, produzida pelo Pavilhão do Conhecimento – Ciência Viva e que pode ser visitada no Instituto de Design, em Couros, até ao dia 11 de abril.

O evento, que terá a presença do Presidente do Município de Guimarães, Domingos Bragança, e da Presidente da Ciência Viva, Rosalia Vargas, tem como objetivo partilhar experiências e ideias no âmbito da temática da cultura científica e surge na sequência da realização da exposição “Era uma vez… Ciência para quem gosta de histórias”, que se encontra aberta ao público desde o dia 12 de janeiro.

A iniciativa abre com a conferência “A ténue fronteira entre liberdade e fraude na ciência”, por Jorge Buescu, professor associado do Departamento de Matemática da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa, que procederá, no final do evento, pelas 18:15 horas, ao lançamento do livro “Primos gémeos, triângulos curvos e outras histórias da Matemática”. Da “Editora Gradiva”, o livro faz parte da coleção Ciência Aberta e a sua apresentação estará a cargo de José Carlos Santos, da Faculdade de Ciências da Universidade do Porto.

Antes do lançamento do livro, pelas 17 horas, no segundo capítulo da tarde, será servido o “Chá da Alice: A cultura científica no lado de cá do espelho”, numa mesa redonda onde será debatida a importância do conhecimento científico, longe do universo mágico das histórias de encantar, cuja moderação estará a cargo de Rosalia Vargas, Presidente da Ciência Viva - Agência Nacional para a Cultura Científica e Tecnológica.

Alexandra Nobre (Centro de Biologia Molecular e Ambiental da Universidade do Minho), José Carlos Santos (Faculdade de Ciências da Universidade do Porto), Manuel Pinto (Instituto de Ciências Sociais da Universidade do Minho) e Paula Nogueira (colaboradora da Escola de Ciências da Universidade do Minho) vão abordar o lugar da ciência e qual o espaço da fantasia.