on 2 de março de 2015




Passo de gigante rumo à permanência na deslocação a Penafiel, onde Miguel Leal reencontrou e venceu o seu anterior clube por 2-1.
A tarde até começou tremida para as cores do Moreirense FC, que aos 11 minutos passava a estar em desvantagem na sequência de uma grande penalidade convertida por Guedes.
O intervalo foi importante para rectificar o comportamento da equipa, que, também da marca dos onze metros, por Diogo Cunha, obteve a igualdade. A partir daí, com o adversário reduzido a 10 unidades por expulsão do guarda-redes Haghighi, tudo se alterou.
Alex, que tinha sofrido a falta que originou o penalty - após uma assistência de Edivaldo Bolívia, de regresso à competição - estaria no lance do golo da vitória ao cabecear para golo, beneficiando de um desvio de Bura.
A lesão de Lucas Souza, que hoje se estreou como titular, provocou um momento de apreensão, embora a entorse no joelho direito que o afastou da partida não apresente, à partida, gravidade de maior.
O MFC ultrapassou o Marítimo na classificação e fica agora a dois pontos do objectivo dos 30 pontos traçado para esta fase, faltando ainda disputar três jogos. 



FC PENAFIEL, 1 - MOREIRENSE FC, 2 
Estádio 25 de Abril 
Assistência: 1000 espectadores 
Árbitro: Marco Ferreira (AF Funchal) 
Assistentes: Nélson Moniz e Sérgio Serrão 4.º Árbitro: Cosme Machado 

FC PENAFIEL - Haghighi; Dani, Bura, Tiago Valente e Nelson Lenho; João Martins (Coelho, 49), Ferreira André Fontes e Romeu Ribeiro (Michel, 76); Guedes e Quiñones (Aldair, 64) 
Suplentes: Pedro Ribeiro, Braga, Rafa e M'Bala 
Treinador: Rui Quinta 

MOREIRENSE FC - Marafona; Paulinho, Anilton, Danielson e Elízio; Battaglia, Lucas Souza (Edivaldo Bolívia, 41) e Diogo Cunha (Leandro, 90+2); João Pedro, Alex (João Pedro Silva, 82) e Arsénio 
Suplentes: André Moreira, Djibril, Coronas e Gerso 
Treinador: Miguel Leal 

Ao intervalo: 1-0 
Golos: 1-0, por Guedes (11, gp); 1-1, por Diogo Cunha (50, gp), 1-2, por Alex (61) 
Disciplina: cartão amarelo a Guedes (36); Anilton (10) e Edivaldo Bolivia (90+4) 
Cartão vermelho a Haghighi (47)