on 12 de dezembro de 2015

Visita guiada a abrigos intervencionados mostra arte nas paragens de autocarro de Guimarães 

Domingo repleto de atividades no Centro Histórico de Guimarães, Património Mundial há 14 anos. Dia termina com iluminação da zona classificada e uma caminhada com performances musicais.
A inauguração do projeto “As Paragens onde o Tempo Habita”, com a realização de uma visita guiada de autocarro, a partir das 11 horas, às intervenções artísticas em dezassete abrigos de paragens de transportes públicos no centro urbano de Guimarães, é um dos eventos que assinala o 14º aniversário da elevação do Centro Histórico de Guimarães a Património Cultural da Humanidade, este domingo, 13 de dezembro.
O percurso tem início no abrigo da Alameda S. Dâmaso (Norte), seguindo-se o da Rua de Santo António, Alameda da Universidade (2), Rua Teixeira Pascoais, Pavilhão Francisco de Holanda, Av. São Gonçalo (2), Alameda Dr. Mariano Felgueiras (em frente ao Hospital), Escola de Creixomil, Alameda Dr. Mariano Felgueiras (em frente ao GuimarãeShopping), Avenida D. Afonso Henriques, Largo República do Brasil (2), Alameda Abel Salazar (em frente à Escola Martins Sarmento), Rua Dr. R. Carvalho e Av. Cónego Gaspar Estaço (junto ao Tribunal).
O projeto, coordenado pela ESAP-Guimarães, é constituído por ilustrações da autoria de Sérgio Sequeira, Sérgio Marques, Mariana Baldaia, Mafalda Neves, Tiago Tsou, Afonso Ferreira, Diana Martins, Filipa Areias e Eva Mendes, jovens autores, mestres em ilustração pela delegação de Guimarães da Escola Superior Artística do Porto.
Ainda no âmbito das comemorações do título da UNESCO, a edição de 2015 da revista de património “Veduta” é apresentada às 16 horas, na loja d’ “A Oficina”, na Rua da Rainha. Às 17, na Igreja de Nossa Senhora da Oliveira, apresentar-se-á o Ensemble Vox Angelis. Meia hora depois, ilumina-se o património. Também às 17:30 horas terá início a Corrida e Caminhada Guimarães – Património Mundial, que terá cinco intervenções musicais ao longo do seu percurso.