on 17 de fevereiro de 2016

MUNICÍPIO ESTÁ NO 34º LUGAR ENTRE 308 COMO UM DOS MAIS EMPREGADORES

Santo Tirso foi um dos concelhos da região norte em que a taxa de desemprego mais caiu no terceiro trimestre de 2015, face a igual período do ano anterior. A conclusão é apresentada no relatório trimestral “Norte Conjuntura”, elaborado pela Comissão de Coordenação e Desenvolvimento da Região Norte (CCDRN). “São motivos de satisfação para a Câmara Municipal de Santo Tirso, que estabeleceu como uma das principais prioridades para o mandato o investimento e o emprego”, congratulou-se Joaquim Couto.

Para o presidente da autarquia, ao fim de dois anos de políticas lançadas pelo atual executivo, os resultados mostram que o Município “está no bom caminho”, uma vez que foi possível “criar um ambiente favorável para a captação de investimentos e criação de postos de trabalho”.
Segundo dos dados da CCDRN, Santo Tirso é um dos concelhos que mais contribuiu para a descida de 12,2 por cento da taxa de desemprego na região norte no terceiro trimestre de 2015, o que representa menos 32 mil desempregados inscritos nos centros de emprego, comparativamente ao mesmo período do ano anterior.

“Estamos convencidos de que o esforço feito nos últimos dois anos por este executivo municipal, para tornar o concelho mais competitivo e atrativo em matéria de novos investimentos, vai continuar a dar frutos num futuro a curto e médio prazo”, apontou Joaquim Couto.
Segundo uma análise ao tecido empresarial de Santo Tirso, só as 10 maiores empresas do concelho contrataram 143 colaboradores em 2014, contra 12 em 2013. Já o número de novas empresas também tem vindo a crescer: 202 em 2014. No sentido inverso, no que diz respeito às insolvências, apenas 40 empresas registaram esta situação em 2014, o que, de acordo com Joaquim Couto, “é um sinal positivo da capacidade de resiliência das empresas do Município face à crise em que o país esteve mergulhado nos últimos quatro anos”.

Ainda de acordo com a mesma análise ao tecido empresarial do concelho, o número de empresas do concelho em 2014 era de 1078, as quais empregavam cerca de 15 500 trabalhadores. Ou seja, Santo Tirso é, entre os 308 municípios do País, o 39º com mais empresas e o 34º Município mais empregador.

Outro dado que mostra a vitalidade do tecido empresarial do concelho é o número de empresas com capacidade exportadora e o volume de negócios relativo às exportações. Das 1708 empresas sediadas no concelho, cerca de 25 por cento, ou seja, 417, escoaram o que produziram além-fronteiras, faturando cerca de 540 milhões de euros no ano de 2014.

Santo Tirso é, assim, o 29.º Município dos 308 do País com maior volume de exportações. O volume total de negócios das 1708 empresas do concelho, esse, atingiu os cerca de mil e quinhentos milhões de euros em 2014.