on 19 de março de 2016



A Avicella - Associação Cultural fez no final desta tarde o lançamento das “Atas das Jornadas de Património Local” no auditório dos Bombeiros Voluntários de Vizela. Esta publicação reúne um importante conjunto de estudos sobre a História de Vizela apresentados nas edições das últimas Jornadas de Património Local, promovidas por esta Associação.
Nesta sessão vários responsáveis por mais este feito usaram da palavra para orgulhosamente falarem um pouco deste estimável trabalho coletivo e que continuará a ajudar a tornar possível a todos conhecerem de vários pontos de vista a história de Vizela.
O primeiro livro foi lançado em março de 2006, este em março de 2016, dez anos depois. Referências, bibliografias, citações e horas e horas de investigação agora disponível pela Avicella. 

Para adquirir os exemplares: avicella@gmail.com

A sessão foi iniciada pela presidente da Associação Avicella, Dra Ana Luisa Alves, agradeceu à CMV, à União das freguesias de Caldas de Vizela (S Miguel e S. João), à farmácia Campante e à Fundação Jorge Antunes pelo apoio financeiro para a edição destas atas. Agradecendo a presença dos representantes das forças vivas vizelenses e de todos os presentes passou a palavra à Vereadora da cultura Dra Dora Gaspar, em representação do município enalteceu o trabalho e esforço desta associação em prol da cultura.
A sessão de apresentação do Livro Atas do Património local foi efetuada pelos professores Manuel Abreu e Ana Isabel e pelo Dr Filipe Salgado.
Iniciada a sessão foi apresentado um apontamento cultural e do património musical executado pelo João Teixeira e na parte final um outro momento protagonizado por Cláudia Malta acompanhada à guitarra pelo seu professor de canto João Terleira. Foi efetuado um agradecimento à SFV e à academia de música e Vizela não só por este contributo musical mas pelo que tem feito pela cultura musical no território vizelense e não só.
Manuel Abreu expressou o seu reconhecimento ao meu amigo Antero, um apaixonado pela história e no que à educação diz respeito e, depois, pelo excelente trabalho gráfico colocado neste livro. Prosseguiu considerando esta Atas um marco e conforme referiu no texto de apresentação do primeiro livro de atas de março de 2006 as jornadas do património promovidas pela Avicella Associação Cultural “constituíram uma verdadeira porta aberta e criaram um espaço que permitiu dar visibilidade à investigação que se tem feito sobre o território de Vizela e regiões confinantes” e vêm contribuir para o enriquecimento e somatório de um espólio que se pretende seja apropriação de todos
Salientou o contributo excecional dos protagonistas desta sessão, amantes do património local, os investigadores: Maria José Pacheco, Célia Fernandes, Pedro Lopes Barbosa, Antero Ferreira, Maria Manuela Cunha, José Eugénio Silva, Pedro Marques e Adelino Campante que permitiram que a publicação destas atas, se materializasse em forma de livro e fossem hoje uma realidade.


Índice das Jornadas de Património Local

ORIGENS DE UM CENTRO URBANO NO SÉCULO XIX
Maria José de Freitas Pacheco

MEMÓRIAS DE VIZELA
Célia Fernandes

VIZELA NO BILHETE-POSTAL ILUSTRADO: DO COLECIONISMO À FONTE HISTÓRICA
Pedro Lopes Barbosa

OS ROSTOS DE BRÁULIO CALDAS
Antero Ferreira

AS TERMAS DE VIZELA – O DESTINO TURÍSTICO DA ELITE PORTUGUESA
Maria Manuela Ferreira da Cunha

A ÁGUA – A ALMA MATER DE VIZELA
José Eugénio Carvalho da Silva

PATRIMÓNIO RELIGIOSO IMATERIAL E MATERIAL - VIZELA E ARREDORES
Pedro Marques

A REDE VIÁRIA E O DESENVOLVIMENTO DE VIZELA
Adelino Campante