on 26 de abril de 2016

Tudo o que precisa saber sobre a Casa da Memória de Guimarães

Naves “Comunidade” e “Território” mostram evolução da história vimaranense até ao cosmopolitismo de Guimarães. Casa da Memória condensa elementos relevantes e, através de sete núcleos expositivos, convida o visitante a percorrer o concelho e a conhecer os espaços ali representados.
Uma réplica da espada de D. Afonso Henriques, um pequeno estúdio de cinema com filmes de Guimarães, um jogo interativo que permite aos mais novos alterar a paisagem urbana, as centenárias Festas Nicolinas e a Marcha Gualteriana e um tutorial sobre as claques do Vitória são alguns dos motivos de interesse que podem ser visitados nas duas naves da Casa da Memória, instalada na antiga fábrica de plásticos “Pátria”, na Avenida Conde de Margaride, a partir das 17 horas desta segunda-feira, 25 de abril, data da sua inauguração.
A “Nave da Comunidade” visita a história da cidade, desde a fundação da nacionalidade, através da apresentação de objetos, biografias de personalidades, dados estatísticos, demográficos e económicos, importantes para a afirmação do concelho, até aos tempos modernos onde os tecidos sintéticos e a tecnologia de ponta deram ao mundo novos produtos e inovadoras marcas, através de empresas vimaranenses líderes mundiais no fabrico de garrafas de gás ou de calçado. Nesta nave, estão igualmente patentes as festividades do concelho, um painel alusivo à Batalha de São Mamede, uma escultura em ferro da Senhora da Oliveira, a memória do casal minhoto, o impacto da industrialização e a transformação dos quotidianos, entre outros. 
A viagem pelo tempo continua na “Nave Território”, mais vocacionada para áreas temáticas e do foro multimédia. Aqui, poderão ser consultados registos cinematográficos desde os primórdios do século passado e todos os filmes produzidos no âmbito da Capital Europeia da Cultura 2012, além de fotografias e documentos antigos. Num espaço mais interativo, os temas são abordados em formato de entrevistas, a partir de memórias e testemunhos de pessoas, entre os 6 e os 90 anos. A exposição, que privilegia a componente iconográfica e a exibição de réplicas 3D de peças originais, inclui trabalhos audiovisuais das Festas Nicolinas, referências à Marcha Gualteriana e vídeos alusivos às claques do Vitória.

Horários, preços e entrada gratuita aos domingos de manhã

A Ronda da Lapinha e os achados arqueológicos da Citânia de Briteiros, da coleção da Sociedade Martins Sarmento, estão igualmente representados numa exposição deliberadamente diferente daquela que se encontra em museus, tradicionalmente específica, especializada e muitas vezes de difícil descodificação por parte de públicos não especializados. Neste novo equipamento cultural, são dadas pistas para se entender e interpretar memórias vimaranenses, a partir de módulos que convidam o visitante a conhecer outros espaços de Guimarães.
Uma outra particularidade está relacionada com o facto de os mais novos, através de um jogo interativo, poder alterar a paisagem urbana e… “mexer” na cidade. A Casa da Memória contempla ainda uma área onde podem ser feitas comparações de imagens, conhecer mitos, lendas e projetos antigos por concretizar, como a construção da segunda torre da Basílica do Toural. Por outro lado, é lembrada a hipotética existência de petróleo no Largo do Toural e como seria, hoje, a sala de visitas de Guimarães, se tivessem sido perfurados poços para avaliar a extensão da jazida.
Com gestão a cargo da cooperativa “A Oficina”, a Casa da Memória estará aberta de terça-feira a domingo, das 10 às 13 horas e das 14 às 19 horas, encerrando apenas à segunda-feira. Com entrada gratuita aos domingos de manhã, o preço do bilhete é de 3 euros para o público em geral e 2 euros para os portadores de Cartão Jovem, menores de 30 anos, estudantes, Cartão Municipal de Idoso, aposentados, maiores de 65 anos, Cartão Municipal das Pessoas com Deficiência, Deficientes e Acompanhante. Os portadores do Cartão Quadrilátero Cultural beneficiam de um desconto de 50 por cento. Nas visitas orientadas, o preço do bilhete é de 1,50 euros (grupos escolares) e de 4 euros (público em geral e grupos organizados).