on 1 de abril de 2016

“FESTIVAL HÚMUS” NA BIBLIOTECA RAUL BRANDÃO
Guimarães recebe exposição que retrata os principais nomes da literatura portuguesa

Mostra está inserida no Festival Literário de Guimarães. “Escritores” abre ao público na próxima segunda-feira, na Biblioteca Municipal Raul Brandão.

A exposição “Escritores”, composta por 33 ilustrações que retratam alguns dos principais nomes da literatura portuguesa, é inaugurada na Biblioteca Municipal Raul Brandão na próxima segunda-feira, 04 de abril, no âmbito do Festival Literário de Guimarães – Húmus. Da autoria de Afonso Cruz, distinguido com o Prémio Nacional de Ilustração 2014, a mostra poderá ser visitada durante todo o mês de abril, no horário de funcionamento da Biblioteca.
Dos clássicos Camões e Fernando Pessoa aos contemporâneos Gonçalo M. Tavares e Valter Hugo Mãe, o autor Afonso Cruz reproduz o rosto e algumas das idiossincrasias de romancistas e poetas. Deste conjunto destaca-se a imagem de Raul Brandão, figura maior da literatura portuguesa e alvo de uma homenagem pelos 150 anos do seu nascimento, que culminará na primeira edição do Festival Literário de Guimarães – Húmus.
Afonso Cruz, Agustina Bessa-Luís, Alexandre O’Neill, Almeida Garrett, Ana Luísa Amaral, António Lobo Antunes, Bocage, Camilo Castelo Branco, Dulce Maria Cardoso, Eça de Queirós, Eugénio de Andrade, Fernando Pessoa, Fernando Pinto do Amaral, Francisco José Viegas, Gastão Cruz, Gil Vicente, Gonçalo M. Tavares, Inês Pedrosa, José Eduardo Agualusa, José Saramago, José Tolentino Mendonça, Luís de Camões, Manuel António Pina, Mário de Carvalho, Mia Couto, Nuno Júdice, Padre António Vieira, Raul Brandão, Sophia de Mello Breyner, Teolinda Gersão, Valter Hugo Mãe, Vergílio Ferreira e Vasco Graça Moura são os nomes dos escritores que integram esta exposição.
Além do prémio já mencionado, Afonso Cruz foi o autor português distinguido, em 2012, com o Prémio da União Europeia para a Literatura pelo livro “A Boneca de Kokoschka”. “Jesus Cristo Bebia Cerveja” foi considerado o “Livro Português do Ano” pela revista “Time Out Lisboa” e o “Melhor Livro do Ano”, segundo os leitores do jornal Público. Eleito pelo jornal Expresso como um dos 40 talentos de futuro, Afonso Cruz publicou em 2013 a “Enciclopédia da Estória Universal - Arquivos de Dresner”, tendo conquistado, entre outras distinções, o “Prémio Autores para Melhor Livro de Ficção Narrativa”.