on 10 de abril de 2016


Prestação Contas 2015 

Nos últimos anos, as Autarquias em geral (e Vizela tem sido um excelente exemplo disso mesmo), têmse aliado ao esforço nacional de consolidação orçamental e, apesar dos cortes de transferências de estado, têm conseguido fazer mais com menos e, ao mesmo tempo, cumprir com as suas obrigações, encetando uma recuperação de dívida muito consistente. 
Desde alguns anos a esta parte, a Câmara Municipal Vizela tem vindo a implementar um conjunto de medidas de contenção, tendo sido traçado um plano de intervenção, onde foram traçadas medidas transversais de contenção na despesa corrente da Autarquia, de combate ao crescimento da despesa orçamental, cuja implementação se encontra em curso.
Conforme anunciado, aquando da apresentação dos Documentos Previsionais para 2015, afirmei que aquele Orçamento refletia, mais uma vez, a preocupação do Executivo na implementação de medidas de contenção e de redução da despesa, no sentido de acautelar o equilíbrio financeiro do Município. 
Pois aqui estamos para provar que era um orçamento realista, equilibrado, ajustado à realidade e que ia ao encontro das principais necessidades dos vizelenses. 

Da análise da execução orçamental, podemos destacar, comparativamente com 2014, onde a taxa de execução já havida sido muito alta, o aumento da taxa de execução da receita que ficou em 94,7% (70,13% em 2014) e da despesa que foi de 83,23% (65,88% em 2014). 
É certo que estas percentagens se explicam em grande parte pela execução do PAEL - Programa de Apoio à Economia Local e do Reequilíbrio Financeiro do Município, tendo sido liquidados, em 2015, cerca de quatro milhões de euros. 
Contudo, não podemos deixar de realçar o grande esforço de contenção orçamental que a Autarquia tem feito, sendo isso evidenciado na poupança efetuada de cerca de um milhão de euros. 
E estes tempos de constrangimentos financeiros são também tempos de perseverança, resistência e criatividade, onde a Autarquia não descura a sua função social, que se tem revelado um grande desafio, pois estamos a falar de pessoas, da melhoria da qualidade de vida dos cidadãos, em especial dos mais desfavorecidos. 
Consciente destas dificuldades, mas, acima de tudo, consciente das necessidades dos vizelenses, a Câmara Municipal vai continuar a lutar pelo seu objetivo: UMA VIZELA MELHOR PARA TODOS OS VIZELENSES! 

O Presidente da Câmara Municipal, 
Dinis Manuel da Silva Costa