on 14 de abril de 2016

Perfil dos suspeitos de maus tratos a animais

No âmbito da fiscalização de maus tratos a animais de companhia, enquadrada pela Lei n.º 69/2014, em aplicação desde outubro de 2014, a Guarda Nacional Republicana (GNR), através do Serviço de Proteção da Natureza e do Ambiente (SEPNA), registou no 1.º trimestre de 2016 (ver gráficos em anexo):

1 101 denúncias (mais 243 que em igual período de 2015, correspondendo a um aumento de 25%);
167 crimes (mais 51, correspondendo a um aumento de 37%);
1 567 autos de contraordenação (mais 403, correspondendo a um aumento de 31%), levantados maioritariamente por falta de chip de identificação, vacinação e/ou condições higieno-sanitárias.

De destacar que a GNR identificou o perfil (por género) dos 381 suspeitos identificados, no universo de 655 crimes praticados durante o ano de 2015.

A GNR tem disponível 24 horas/dia, e com cobertura de todo o território nacional (continente e regiões autónomas), a linha “SOS Ambiente e Território”, através do número azul 808 200 520 ou através do emailsepna@gnr.pt, onde os cidadãos têm a possibilidade de denunciar situações que possam violar a Legislação Ambiental e/ou Animal.