on 12 de julho de 2016


Pink Tour 2016: Isabel Chorão em 1º lugar

Foi com muita emoção e uma organização exemplar, tal como já à habitual, que Vizela acolheu a oitava e última etapa do circuito feminino da AT Porto, o Pink Tour 2016.

Numa edição histórica, em que pela primeira vez foi superada a barreira das cem atletas incluídas no ranking do circuito (55 em 2014 e 81 em 2015), aquela que mais se destacou, pela regularidade e consequente 1º lugar na classificação ao fim das oito etapas, foi Isabel Chorão. A tenista do CT Gaia somou triunfos, em singulares, nas etapas de Ermesinde e Viana, e três vitórias em pares: Ermesinde, Gaia e Vizela. Lutando até ao final por agarrar a liderança no ranking, Chorão termina com 1600 pontos, sucedendo a Bruna Melo (1ª em 2015) e deixando Raquel Mateus (CT Porto e 1ª em 2014) a pouco mais de 200 pontos. Em 3º lugar ficou Beatriz Abreu, do CT Braga, com 1040.


Quanto à etapa de Vizela, palco de todas as decisões numa região com muitos e fervorosos amantes de ténis, e onde o Vizela Ténis Atlântico é referência, foram exemplarmente realizados cerca de 15 encontros no passado fim-de-semana, onde onze das melhores jogadoras nacionais disputavam os decisivos pontos: não só o primeiro lugar no ranking estava em aberto, como também os lugares no Pink Masters, a decorrer em Amarante no final deste mês de Julho.

A final de singulares colocou frente a frente as duas primeiras classificadas no ranking, Raquel Mateus e Isabel Chorão. Em dois sets, por 6-2 e 6-0, Mateus, do CT Porto, venceu a adversária, no entanto a diferença pontual na classificação continuava a sorrir à jogadora do CT Gaia. Esta diferença viria a alargar-se ainda mais com a vitória de Isabel Chorão na variante de pares, onde formou equipa com outra Chorão, Ana, também do CT Gaia. Ana Cunha e Bebiana Mendonça foram as outras finalistas de pares.

Agora que está tudo decidido em termos de classificação final na edição de 2016 do único circuito feminino nacional, é importante atentar no Pink Masters, que se irá realizar no RTA Amarante, a 23 e 24 de Julho.

O Pink Masters reúne as dezasseis jogadoras que tiverem melhor classificação no final das provas do circuito e será disputado em dois quadros, por eliminatórias: Top Masters (da 1ª à 8ª classificada no ranking) e Future Masters (da 9ª à 16ª).

_
Vizela Ténis Atlântico