on 25 de outubro de 2016


Dinis Costa comenta Orçamento Municipal de 2017 que terá um valor de 13.681.806,40 € (treze milhões seiscentos e oitenta e um mil e oitocentos e seis euros e quarenta cêntimos).

"Os Documentos Previsionais da Câmara Municipal de Vizela para 2017 têm como principal preocupação o futuro dos Vizelenses e do nosso Concelho.
Com rigor e realismo, pugnamos pela consolidação financeira do Município de Vizela, mas sem nunca descurar a necessidade contínua de desenvolvimento local e de resposta aos desafios que diariamente se colocam na gestão autárquica.
No que ao plano financeiro diz respeito, a Câmara Municipal de Vizela rege a sua ação pelo cumprimento dos saldos do Plano de Ajustamento Financeiro, com redução sistemática da dívida e da despesa corrente. O Capítulo I deste documento (pág. 45) apresenta de forma simples uma Análise Global ao Orçamento para 2017, de modo a que cada vizelense possa aferir por si o rigor e a transparência das contas da Autarquia.
Enquanto documento basilar dos Orçamento, o Plano Plurianual de Investimentos vê refletidas intervenções de reabilitação urbana em todas as freguesias do Concelho, novas ou a concluir no novo ano. Mas a principal intervenção será a construção de uma nova travessia sobre o Rio Vizela, a montante deste, respondendo às necessidades do tecido empresarial e cumprindo um dos principais objetivos deste executivo, que é o de melhorar as acessibilidades viárias e a mobilidade intra concelhia. Depois da Via Paralela à EN 106, a Ponte Nova de Tagilde será o maior investimento viário executado no concelho de Vizela.
Ainda na área das Obras Municipais, ressalva-se o enfoque na Administração Direta e na parceria estabelecida com as Juntas de Freguesia que permitiu, a este nível, potenciar o investimento, seja por via da transferência de verbas seja pela partilha articulada de competências.
Paralelamente, a Câmara Municipal de Vizela vai assumir em 2017 a grande obra de Reabilitação da Escola Secundária de Vizela, num investimento de cerca de 3 milhões de euros financiada com fundos comunitários, aos quais o Município se candidatou.
Como apanágio da nossa ação, a coesão social e de educação continuarão a ser grandes apostas do Executivo, destacando-se o apoio direto às famílias com maior carência económica ou social, de que são exemplo a atribuição de apoio financeiro para comparticipação da renda da habitação, por exemplo, ou o apoio psicológico, a cedência de manuais escolares e de bolsas de estudo para os estudantes do ensino superior.
Como estas, outras ações de intervenção social como o transporte de proximidade a criar em 2017, que aproximará a população mais isolada, e tendencialmente idosa, da sede do concelho e dos serviços aqui instalados, demonstram que as pessoas são o centro da nossa preocupação e ação.
Não vamos baixar os braços! Vamos lutar, cada vez mais, pelo que achamos ser o caminho certo para o nosso Concelho. Por uma Vizela melhor!"

O Presidente da Câmara Municipal,
Dinis Manuel da Silva Costa