on 30 de outubro de 2016


Os irmãos vizelenses David Pereira e Cristina Pereira, ambos administradores da empresa Aquatlantis, venceram o Troféu Exportação Português 2016 atribuído pela Câmara de Comércio e Indústria Luso-Francesa.
Em declarações à imprensa, os vizelenses referiram que "este prémio é resultado do trabalho, da dedicação e da união da família Aquatlantis. Esta é uma das nossas premissas, a qual fazemos sempre questão de a afirmar. Efectivamente, este galardão vem responder às nossas pretensões, constituindo uma fonte de motivação e um factor de confiança, ao colaborar na consolidação dos mercados onde já trabalhamos e na conquista de potenciais mercados. Da mesma forma, este tipo de reconhecimento faculta-nos visibilidade e estímulo para continuar a trabalhar mais e melhor, e ambição para que conquistemos mais distinções como esta".
A empresa que se dedica à área dos aquários viu o seu trabalho reconhecido devido a "98% da produção da Aquatlantis ser para exportação. Cerca de 60% dessa mesma percentagem tem França como destino, sendo portanto o nosso mercado mais significativo. O Troféu “Exportação” da Câmara de Comércio e Indústria Luso-Francesa distingue a empresa que se destaca precisamente a esse nível. O sector industrial onde estamos inseridos envolve mercados rigorosos que exigem um profundo conhecimento de mercado e relações empresariais vincadas. Conhecimento e relações que temos vindo a firmar, nomeadamente com França, através do nosso trabalho e sucessiva aposta na inovação".

A Aquatlantis fatura anualmente cerca de 13 milhões de euros, tem à volta de duas centenas de colaboradores atualmente e devido ao financiamento do programa 20+20, uma parceria entre Portugal e a Comissão Europeia, pretende estimular o crescimento e a criação de emprego em Portugal, até 2020. 2,7 Milhões de euros é o valor de que dispõem para os próximos dois anos para dar continuidade ao trabalho que tem vindo a desenvolver e "é, pois, com grande satisfação que vemos a empresa a começar a crescer fisicamente. Iniciámos, recentemente, as obras de ampliação que estavam previstas nos destinos desse valor. Serão mais 4 mil metros quadrados para reorganização das várias secções, linhas de montagem, armazenamento e criação de stock, e evidentemente aumentar a capacidade de produção. Pretendemos, ainda, adquirir novos equipamentos, o que nos permitirá responder às nossas necessidades produtivas" referem os vizelenses.



Troféus Luso-Franceses 2016

Presidida pelo Dr. Manuel Caldeira Cabral, Ministro da Economia e por S. E. Jean-Michel Casa, Embaixador de França em Portugal, a Soirée de Gala reuniu mais de 205 participantes da Comunidade de negócios Luso-Francesa. No decorrer do Jantar foram apresentadas as 15 empresas nomeadas e atribuídos os Troféus aos 6 vencedores.

Vencedores dos Troféus Luso-Franceses 2016 são... Aquatlantis, Caradonna, J. António da Silva, LIPOR e Xhockware conquistaram os cinco prémios. O Troféu Especial do Júri foi entregue à Amorim & Irmãos.

A Câmara de Comércio e Indústria Luso-Francesa atribuiu no passado dia 20 de outubro, os Troféus Luso-Franceses 2016, galardões que visam distinguir as melhores empresas sediadas em Portugal e França em diferentes setores. O júri da 23.ª edição foi composto por representantes da AICEP, IAPMEI, Conselheiros do Comércio Exterior, empresários, patrocinadores e parceiros do evento.

A Aquatlantis, vencedora do Troféu Exportação Português 2016, é uma das maiores empresas mundiais de produção de aquários, exportando 97% da produção. França tem como destino cerca de 60% do volume de negócios, devido às vendas dos produtos e às prestações de serviço, sendo o principal mercado para esta empresa.

A J. António da Silva, mais conhecida por Jasil, ganhou o Troféu PME 2016. Com 68 anos de existência, a principal área de negócio centra-se no fabrico de peças de motor para motos, paramotores, ultraleves, microcarros e kart, produzindo também peças para bicicletas elétricas. A Jasil possui também marca própria. A relação com o mercado francês iniciou-se em 1987, representando atualmente 45,6% do total de negócios.

O Troféu Investimento 2016 foi atribuído à Caradonna, pertencente ao Grupo francês Caradonna, pioneiro no domínio da segurança bancária. O fundador Caradonna Benito foi o responsável pela invenção do sistema de tintagem de notas, método de segurança devidamente patenteado, implementado em todo o mundo. O Grupo decidiu investir em Portugal em 2002, através da instalação de uma unidade de produção dedicada totalmente à exportação em Marco de Canaveses. Esta decisão permitiu à empresa um crescimento sustentado na ordem dos dois dígitos, nos últimos cinco anos. Emprega atualmente 122 funcionários numa moderna unidade de produção com uma área de 12.000 m², exportando 100% da sua produção para cerca de 72 países em todo mundo.

A Xhockware conquistou o Troféu Inovação 2016. Esta empresa tecnológica sedeada no Porto é focada no desenvolvimento de soluções inovadoras para retalho. O seu primeiro produto, o YouBeep, é uma solução de “mobile shopping e checkout” que permite acabar com as filas de espera, melhorar a experiência de compra em loja e agregar informação de compra única, que está a ser testada com bastante sucesso pelos principais retalhistas do mercado nacional, Lidl, Pingo Doce, Jumbo e Continente. De notar que a Xhockware foi uma das 20 empresas selecionadas para integrar o Launch pad na NRF Big Show 2016, o maior evento para tecnologia de retalho do mundo.

Por sua vez, o Troféu Desenvolvimento Sustentável 2016 pertence à LIPOR – Serviço Intermunicipalizado de Gestão de Resíduos do Grande Porto. De atuação a nível regional, esta empresa entende que o compromisso de desenvolvimento sustentável deve integrar as questões das alterações climáticas na sua estratégia de negócio. Por isso, adotou a estratégia LIPOR 3M – menos Resíduos, menos Carbono, mais Clima. A abordagem à sustentabilidade é complementar ao core business da LIPOR, refletida na visão da empresa “Onde quer que estejamos queremos ser marca de referência na área do ambiente”.

Já a atribuição do Troféu Especial do Júri 2016 coube à Amorim & Irmãos, uma empresa pertencente ao Grupo Amorim, líder mundial do setor da cortiça com a produção e comercialização de cerca de 30% da produção mundial de cortiça. A Amorim & Irmãos é a principal empresa da unidade de negócios rolhas da Corticeira Amorim, sendo a responsável pela liderança mundial que o Grupo detém, com a produção e comercialização de 4 mil milhões de rolhas de cortiça.