on 5 de novembro de 2016

O FC vizela reuniu hoje ao final da manhã em Assembleia Extraordinária para deliberar quatro pontos, entre eles o investimento de um milhão de euros por parte de uma sociedade investidora desportiva, a Seca Incorporate Limited de Hong Kong.
Nesta sessão, todos os pontos foram aprovados. No primeiro ponto, o clube aceitou a doação das ações que pertenciam a Eduardo Guimarães, Xavier de Freitas, Modesto Araújo e Rafael Sousa. No segundo ponto, alguns sócios tomam da palavra após a explicação do ponto por parte do Presidente Eduardo Guimarães, o qual referiu que a verba resultante da venda das acções será aplicada na requalificação das instalações e na amortização do passivo do clube. A Seca Incorporate Limited fica detentora de 80% do capital (160 mil ações) e o FC Vizela fica com 20%, (40 mil ações) e estará no clube por um prazo de dez anos. O Ponto 2 foi depois aprovado por maioria, registando-se apenas uma abstenção.
O Ponto 3 e 4 referentes a protocolos a celebrar entre o clube foram ainda aprovados por unanimidade.




O FC Vizela esteve em destaque no "O Jogo" numa reportagem assinada pelo jornalista João Maia, extensível por quatro páginas. Os últimos anos, a recuperação financeira, a subida de divisão e o actual bom momento foram alguns dos assuntos abordados e o atual presidente Eduardo Guimarães titulado como o "Sábio em contas e bola". Clique e amplie a foto para ler tudo!

Nota oficial:

FC VIZELA /// Associados aprovaram reestruturação da SAD

Numa sessão que reuniu cerca de meia centena de associados no Salão da Casa do Povo de Vizela, houve “luz verde” para a entrada de uma nova sociedade investidora na SAD.
Trata-se da SECA Incorporate Limited, sediada em Hong Kong e presidida por Edmund Chu que, aliás, já tinha tido oportunidade de assistir ao triunfo do FC Vizela sobre a Académica, em Coimbra. Este grupo de investimento chinês encontra-se implantado em vários cantos do globo, não só no futebol, mas também na gestão de outros eventos desportivos.
Em Portugal, o grupo tem colocado vários jogadores em clubes da Liga principal. Chidozie (FC Porto) ou Mikel Agu (Vitória de Setúbal) são dois exemplos.
A reunião magna contou com a aprovação dos quatro pontos em análise, três deles por unanimidade e todos eles relacionados com a entrada dos novos investidores, que proporcionarão o aumento de capital de 200 mil euros para um milhão de euros.
Eduardo Guimarães, presidente do clube e também responsável máximo da SAD, esclareceu os associados, garantindo que todas as condições deste novo passo foram minuciosamente ponderadas. A SECA Incorporate Limited ficará com 80 % do capital da SAD, ao passo que os restantes 20 % pertencerão ao clube.
Segundo Eduardo Guimarães, o aumento de capital anunciado servirá sobretudo para requalificar as instalações desportivas (cerca de 700 mil euros), nomeadamente a iluminação artificial do estádio e o parque desportivo utilizado pelas camadas jovens, e para amortizar o passivo do clube (restantes 300 mil euros).
O protocolo entre o FC Vizela e a referida sociedade investidora é válido por 10 anos, o que é demonstrador da vontade que a SECA Incorporate Limited tem em projetar a instituição no mais alto patamar do futebol português.
Refira-se que, brevemente, será realizada uma assembleia de acionistas para ratificar o novo Conselho de Administração, que terá Diogo Godinho como presidente da SAD, mantendo-se Eduardo Guimarães na estrutura.