on 1 de novembro de 2016

IDENTIFICAÇÃO DAS MELHORES PRÁTICAS A NÍVEL NACIONAL
Câmara de Guimarães no 3º lugar no ranking dos municípios com mais presença na Internet

Autarquia vimaranense em posição de relevo nas análises segmentadas por dimensão da Câmara e por grandes zonas. Estudo bienal realça boas práticas públicas através da Web.

A Câmara Municipal de Guimarães ocupa os lugares do pódio no índice de presença na Internet, estando classificada na 3ª posição da Classe A, equivalente à categoria de 24 “Municípios Grandes”, com uma população superior a 100 mil habitantes. O resultado do estudo às páginas de internet das 308 câmaras municipais portuguesas, efetuado no final de 2014 e início de 2015, teve como intuito retratar o estado da modernização digital das autarquias e o nível da sua relação eletrónica com os munícipes.
Nesta classe, a Câmara de Guimarães obteve o 3º lugar no ranking, antecedida por Cascais e Lisboa, que obtiveram a primeira e segunda posição, e precedida pelas Câmaras de Almada e Funchal, na quarta e quinta posição, respetivamente. No ranking geral, onde estão incluídas as restantes duas categorias de autarquias (médias e pequenas), com outro tipo de volume informativo, o estudo refere que Guimarães subiu 142 lugares, passando da 157ª posição em 2012 para o atual 15ª posto em 308 municípios.
No âmbito das Câmaras Municipais do Quadrilátero, Guimarães também lidera neste segmento, seguindo-se Braga (26º), Famalicão (79º) e Barcelos (98º). A pesquisa, efetuada pelo Laboratório de Estudo e Desenvolvimento da Sociedade da Informação (GÁVEA) e pelo Departamento de Sistemas de Informação da Universidade do Minho, suporta-se na análise de quatro critérios: “Conteúdos: Tipo e Atualização”, “Acessibilidade, Navegabilidade e Facilidade de Utilização”, “Serviços Online” e “Participação”.

Três distinções em dois anos

O estudo analisa e regista a evolução da presença dos municípios portugueses na Internet, no seguimento da resolução do Conselho de Ministros n.º 22/2001, de 27 de fevereiro, que determina a avaliação periódica dos sítios Web dos organismos da administração direta e indireta do Estado. A apresentação deste tipo de resultados permite avaliar o desenvolvimento do governo eletrónico local, avaliar o grau de sofisticação e maturidade do índice de presença na Internet das Câmaras e promover a partilha de experiências e boas práticas.
Refira-se que, em junho de 2014, a Agência para a Modernização Administrativa (AMA) reconheceu o portal da Câmara Municipal de Guimarães, então acabado de lançar com uma imagem renovada, como uma referência nas boas práticas em “Open Source” (“Código Aberto”) na Administração Pública. Um ano depois, em setembro de 2015, a Autarquia de Guimarães foi distinguida com o título de “Melhor Município Digital”, por ocasião da atribuição dos “Prémios Navegantes XXI”, uma iniciativa da ACEPI - Associação da Economia Digital, que reconhece projetos eletrónicos que mais tenham contribuído para transformar a Administração Pública Local portuguesa.