on 5 de novembro de 2016

A obra de Paulo César Gonçalves e Gabriela Cunha será apresentada no próximo dia 15 de novembro na Sociedade Martins Sarmento pelas 21h30.
O livro "Manual (para um pequeno) Nicolino" surge numa altura que se comemora mais uma época das nicolinas em Guimarães.
Ao Plano Claro, Paulo César Gonçalves referiu que "é um livro infantil que conta a história das Nicolinas às crianças. Para isso, socorremo-nos de um narrador: Hélder Rocha, o nicolino-mor, que completaria 100 anos no dia 15 de Novembro. Este livro pretende desmistificar uma série de ideias feitas e também incutir nos mais pequenos o bichinho das Festas Nicolinas".

Confira a entrevista na revista Mais:

"Era apenas um miúdo com oito anos, quando se “apaixonou” pelas Nicolinas. Na altura frequentava a escola primária e alguém o levou às festas para assistir às Danças de S. Nicolau. Não entendeu bem o que se passava, mas achou um “piadão” à espécie de teatro de revista, feita por homens e onde não faltavam momentos de humor. “Uma palermice pegada. Só dá vontade de rir!”, recordou. E foi nesse dia, no dia 6 de dezembro, o dia das Maçãzinhas, que nasceu a paixão. E nunca mais se apagou. 
Paulo César Gonçalves tem 34 anos. É professor de profissão, mas carrega as Nicolinas no coração. Natural de Guimarães, frequentou a Escola Secundária Martins Sarmento, o liceu, que muito contribuiu para a sua paixão pelas festas dos estudantes, das mais importantes da cidade ber- ço. “Impressionou-me muito o dia da apresentação. Entregaram-nos um prospeto com a planta do liceu, nú- mero de salas, de professores, funcionários. Achei engraçado, porque tinha uma nota suplementar a falar nas festas, a dizer que era tradição da escola e a incentivar os alunos a participar”. E assim fez. Nos anos que se seguiram, assistiu a todos os momentos das festas e participou em muitos, nomeadamente na escrita do “Pregão”. Ocupou muitas horas a ler tudo o que se encontrava relacionado com as festas e já perdeu a conta ao número de documentos históricos que leu sobre as Nicolinas e às histórias que ouviu contar. Histórias que quer agora transmitir aos mais pequenos, e que apresenta compiladas num livro – o Manual (para um Pequeno) Nicolino - com 32 páginas, em pop-up, será lançado no próximo dia 15 de novembro, na Sociedade Martins Sarmento, em Guimarães. 
A ideia nasceu há cerca de quatro anos, mas só agora é que se concretiza. Escrito em co-autoria com Gabriela Cunha e ilustrado por Raquel Costa, a obra retrata a história das festas Nicolinas e destina-se a crianças entre os 8 e os 12 anos. “Queremos acabar com uma série de mitos”, assumiu o escritor. “Há toda uma geração de pequenos Nicolinos que precisam de saber que as Nicolinas não são só o “Pinheiro”, que são um património como não há neste país”, referiu com orgulho.
E o objetivo do livro é mesmo este: através de uma linguagem que prima por não ser infantilizada, explica-se a história das festas, dão-se a conhecer personagens que as marcaram como a Senhora Dona Aninhas ou o professor João de Meira, despertando a curiosidade dos mais pequenos. “Acho que a curiosidade deveria ser despertada nas crianças e não dar tudo de mão beijada.É como no livro. Há muita coisa que não está no livro, mas que eles podem ir descobrir”, disse."
Leia tudo aqui.