on 13 de dezembro de 2016

O Presidente da Federação Distrital de Braga do Partido Socialista, Joaquim Barreto, deu posse, ontem, aos membros do Conselho Consultivo Distrital, um órgão destinado à «emissão de opinião sobre aspetos relevantes da atividade política local, distrital ou nacional». Na circunstância, este Conselho Consultivo elegeu a sua Mesa regulamentar, presidida por Francisco Mesquita Machado (Braga), tendo como primeiro-secretário Artur Lopes (Famalicão) e segundo-secretário Isabel Jorge (Póvoa de Lanhoso). «Não estamos aqui para fazer de conta, queremos ser ouvidos», deixou, como mote, o líder deste órgão, o ex-autarca Mesquita Machado.

A criação deste conselho foi aprovada pela Comissão Política Distrital em finais de outubro, tendo merecido a unanimidade dos comissários. De acordo com a proposta do Presidente da Federação, Joaquim Barreto, então posta a votação, o Conselho Consultivo – cuja pronúncia assume a forma de parecer ou recomendação –, é presidido por Francisco Mesquita Machado, ex-presidente da Câmara Municipal de Braga.

Conforme se pode ler no respetivo regulamento, é composto por «personalidades de reconhecido mérito, designadamente político, cultural, social, económico ou científico, desde que militantes do Partido Socialista», e, em casos excecionais devidamente fundamentados, podem ser admitidos cidadãos sem filiação partidária, «desde que tenham demonstrado, de forma continuada e pública, a adesão aos valores fundamentais do PS, nomeadamente os previstos nos seus Estatutos».

A designação dos primeiros membros coube ao Presidente da Federação Distrital do PS/Braga, ouvido o respetivo Secretariado e o Presidente da Mesa da Comissão Política Distrital.

A par do ex-presidente da Câmara Municipal de Braga, integram este novo órgão personalidades como Agostinho Domingues (Braga), Ana Paula Costa (Famalicão), António Mota Prego (Guimarães), António Sousa Fernandes (Braga), Benvinda Magalhães (Cabeceiras de Basto), António Soares (Fafe), Armando Silva (Vizela), Elvira Fertuzinhos (Guimarães), Armando Duro (Cabeceiras de Basto) ou Artur Sousa Lopes (Famalicão).

Da lista de membros agora aprovada constam igualmente Francisca Abreu (Guimarães), Isabel Jorge (Póvoa de Lanhoso), Bento Faria (Vila Verde), Domingos Mangas (Vieira do Minho), Maria do Carmo Antunes (Braga), Fausto Dias (Terras de Bouro), Fernando Freitas (Celorico de Basto), Carmo Faria (Vila Verde), Maria do Céu Sousa Fernandes (Braga), Fernando Moniz (Famalicão), Horácio Barra (Barcelos), Elisa Braga (Barcelos), João Tinoco de Faria (Póvoa de Lanhoso), Jorge Quinta (Barcelos), Maria Fernanda Araújo (Amares), Manuel Ferreira (Guimarães), Tito Evangelista (Esposende), Filomena Camelo Silva (Vizela), Virgílio Carvalho (Amares), Vítor Sousa (Braga) e Paula Sousa (Fafe).

As secções concelhias da Federação Distrital do PS/Braga podem propor a designação de membros para este Conselho Consultivo, mediante pedido fundamentado. Um membro deste conselho que, sendo militante do PS e que, nessa condição, sofra sanção de expulsão do partido, quando definitiva internamente, é automaticamente excluído.

O mandato deste órgão coincide, em toda e qualquer circunstância, com o mandato dos demais órgãos federativos e na sua primeira reunião deverá designar o presidente e dois secretários, cabendo ao primeiro convocar as reuniões deste órgão, onde tem assento o Presidente da Federação.

---
PS Braga