on 21 de janeiro de 2017



O vizelense Carlos Lemos, ou MC Tresh como é nacional e internacionalmente conhecido, volta a entrar em 2017 com sonoridades que irão marcar seguramente o ritmo do movimento DNB (Drum&Bass). Carlos Lemos que no passado já foi considerado por várias vezes como um dos melhores MC nacionais, abordou o novo ano e o que o MC Tresh vai andar a fazer.

O MC Tresh está de volta depois de uma paragem? 

"Bem, parado nunca estive apesar do meu envolvimento na música ter abrandado de ritmo por vários motivos, essencialmente profissionais, académicos e pessoais.
Por terras nacionais fui promovendo eventos em Braga no espaço Catorze, Theatro Circo Caffe e Convento do Carmo. Infelizmente todos encerraram e de momento estou novamente em stand.by mas, claro está, a magicar nova aventura. Atuei com alguma regularidade em Lisboa nestes últimos anos @ teatro do bairro, eka palace e opart e também no porto @ gare, Hard Club, quer com alguns dos melhores artistas nacionais do género, como também com algumas das maiores referências a nivel internacional. Participei no sun&bass (festival internacional de drum&bass @ Sardinia) competition em 2015 e tenciono concorrer novamente na edição de 2017.

A entrada em 2017 foi em grande...


"Em janeiro de 2015 atuei em Frankfurt e em janeiro 2017 fui convocado novamente na participação/gravação de perfomance na RuFFM, programa esse que teve como escopo promover não só os artistas envolvidos (D-Licious, Pasch & MC Tresh), como também o evento que teve lugar horas depois no Silbergold Club".

As produções do MC Tresh continuam também a dar cartas com a colaboração em vários temas do Dr. Speaker Blower, mentor da primeira editora nacional de drum&bass, da qual Carlos Lemos faz parte.
Sobre 2017, Carlos Lemos ou MC Tresh comenta "sinto que vai ser memorável e está para breve o regresso do drum&bass a vizela com a presença de um artista internacional"

Confira o registo da participação no programa de rádio gravado em frankfurt no passado dia 07 janeiro 2017.