on 20 de janeiro de 2017

Depois da retirada de confiança a Miguel Lopes, Carlos Faria e Victor Hugo Salgado, o quadro dos vereadores da Câmara Municipal de Vizela fica agora mais curto com a separação de Cidália Cunha da Coligação "Vizela é para todos". Os quatro vereadores, apesar de não se demitirem, continuam a exercer o seu mandato agora com visões pessoais.
Confira o comunicado da vereadora:

COMUNICADO AOS VIZELENSES

Porque entendo que a Lealdade, Transparência e a Confiança são os pilares que sustentam um grupo, tanto em matéria política, como em qualquer outra área social, e que são essencialmente estes os valores que definem a conduta do ser humano, bem como a sua forma de estar na vida e, quando estes valores são ultrapassados, subvertidos ou ocultos, nada mais resta que não seja a mudança de paradigma do próprio grupo. 

Porque entendo que, ao não me ter sido dada a possibilidade de me exprimir, expressar, arguir, sobre a seleção do candidato ou possíveis candidatos adequados e disponíveis para encabeçar a lista à Câmara da Coligação “ Vizela é para Todos” nas próximas eleições autárquicas, e de ter sabido por elementos alheios ao grupo restrito que comigo quinzenalmente reunia, que o candidato , cabeça de lista, iria ser anunciado no jantar do passado dia 14 de Janeiro, sem que tivesse escutado uma palavra neste sentido dos responsáveis que compõem a Coligação PSD/CDS-PP, senti-me uma “ estranha” no seio do meu próprio grupo e, por isso, entendo que eticamente foram quebradas todas as regras e os laços de união que mantive durante largos anos com esta Coligação. 

Porque entendo que nestas circunstâncias, sendo eu a única Vereadora representante desta Coligação na Câmara Municipal nunca pensaria que me fosse sonegada a possibilidade de participação, quer na escolha do Candidato, quer no acordo eleitoral da Coligação, como aconteceu. 

Assim sendo e, como para mim a política sem ética não é Política , entendo que é chegada a hora de me distanciar do rumo desta Coligação “ Vizela é para Todos” continuando, no entanto até ao final do presente mandato na Vereação da Câmara Municipal a fazer uma oposição com coragem e sem medo como sempre fiz, baseada nos princípios da legalidade e transparência, em prole de Vizela e dos Vizelenses. Serei a mesma pessoa com um Estatuto diferente a partir de hoje, conforme já anunciado em reunião de Câmara desta tarde. 

Nesta minha ação política como Vereadora fica excluída a representação da Coligação “ Vizela é para todos” . 

A Vereadora da C.M.V. 
Cidália Cunha