on 17 de março de 2017


Distinções
Doutoramento e Mestrado


Os trabalhos na área do Turismo desenvolvidos na Universidade de Aveiro (UA) por Joana Lima (doutoramento) e André Pedrosa (mestrado) venceram a 1ª edição do concurso de Teses Académicas, promovido pela Entidade Regional do Turismo do Centro de Portugal. Os prémios serão entregues no final de maio, em Leiria.


A tese desenvolvida por Joana Inês Silva de Lima tem por título “Turismo em família: a importância do Turismo para famílias economicamente carenciadas” e é a vencedora da categoria “Tese de Doutoramento”, tendo sido determinante a pontuação obtida no critério "Originalidade dos trabalhos".

Trata-se de um trabalho de investigação, já divulgado pelo jornal online, revelador de que fazer turismo em família contribui para o reforço dos laços familiares e, por essa via, para o aumento da coesão social, sendo as famílias economicamente carenciadas as que sentem os benefícios do turismo com maior intensidade.

A distinção agora atribuída pelo Turismo do Centro de Portugal foi encarada com enorme entusiasmo pela autora do estudo. "Fiquei muito feliz por ver um trabalho ao qual dediquei tanto tempo e empenho (sob uma orientação excelente das Professoras Celeste Eusébio e Celeste Varum), ser reconhecido também pela Entidade Regional de Turismo do Centro (Turismo Centro de Portugal). Desejo que esteja dado mais um passo para impulsionar o desenvolvimento de projetos que beneficiem as famílias portuguesas, particularmente projetos de Turismo Social para famílias com crianças", declarou Joana Lima.

Joana Lima venceu a categoria “Tese de Doutoramento” do concurso de Teses Académicas, promovido pela Entidade Regional do Turismo do Centro de Portugal

Na categoria “Tese de Mestrado”, o vencedor foi André Inácio Teixeira Pedrosa com o trabalho "Definição de percursos turísticos cicláveis na Região de Aveiro com recurso aos sistemas de informação geográfica", tendo beneficiado de uma pontuação decisiva no critério constante do regulamento: "Impacto da tese nas empresas turísticas da região Centro de Portugal e/ou nas entidades públicas com competências no setor", determinante no desempate com outra dissertação finalista, também desenvolvida na UA.
Tendo por objetivo identificar percursos turísticos cicláveis intermunicipais para a Região de Aveiro, o estudo de André Pedrosa chega a dez percursos curtos, seis médios e quatro longos que podem ser aproveitados pela CIRA na promoção da bicicleta e do turismo na região. Mais, o trabalho desenvolvido, defende: "pode ser utilizado no planeamento da mobilidade ciclável nos municípios na Região de Aveiro, e, ainda, reproduzido noutros territórios interessados nestas questões. As entidades privadas beneficiam com a promoção do seu território ou com a possibilidade de explorar este serviço.”

Feliz por ver o seu trabalho reconhecido, "especialmente por esse reconhecimento ser atribuído por uma entidade importante no turismo nacional como a Turismo Centro de Portugal”, André Pedrosa acrescenta: “Sem dúvida que isso pode trazer alguma visibilidade para o nosso trabalho, além do prémio em dinheiro que está associada a esta distinção. É também importante mencionar as professoras Zélia Breda e Helena Albuquerque que orientaram esta dissertação e agradecer à CIRA, especialmente ao Dr. José Anjos, por possibilitar e orientar a realização do estágio que levou ao desenvolvimento deste projeto”.

André Pedrosa venceu a categoria “Tese de Mestrado” do concurso de Teses Académicas, promovido pela Entidade Regional do Turismo do Centro de Portugal

Zélia Breda, diretora de curso do Mestrado em Gestão e Planeamento em Turismo, realça que esta dissertação resulta de um projeto realizado no âmbito de um estágio na Comunidade Intermunicipal da Região de Aveiro (CIRA), sublinhando que os percursos turísticos cicláveis na Região de Aveiro identificados irão ser implementados no terreno e disponibilizados aos visitantes no website da CIRA. "Este projeto é um excelente exemplo do trabalho que tem vindo a ser levado a cabo em parceria com as organizações do sector em prol do desenvolvimento de projetos com aplicação prática e com impacte no sector e na região”, admite.

A docente lembra que a Universidade de Aveiro é pioneira, a nível nacional, na formação e investigação na área do turismo, sendo uma instituição de referência no espaço lusófono. “O segundo ciclo de estudos em Gestão e Planeamento em Turismo (GPT) da Universidade de Aveiro (UA) entrou em funcionamento no ano letivo 2007/2008, no âmbito da adequação ao Processo de Bolonha do Mestrado em Gestão e Desenvolvimento em Turismo, que esteve em funcionamento na UA, em parceria com a Universidade do Algarve, desde 2001/2002. Além de proporcionar uma formação de reconhecida qualidade, uma das grandes preocupações é a empregabilidade dos nossos alunos, pelo que se adotou um conjunto de iniciativas de aproximação ao mundo empresarial, das quais se destacam os estágios curriculares e a elaboração de projetos ligados a temas de interesse para as organizações do sector”.

Importa ainda referir que cinco dos 10 trabalhos finalistas no concurso promovido pela Entidade Regional do Turismo do Centro de Portugal foram desenvolvidos na UA. Para além da vencedora, duas outras teses de doutoramento: “Indicadores do Comportamento Online e Tendências da Procura Turística: As ferramentas Google Trends e Google Analytics”, de Maria Gorete Ferreira Dinis, e “O planeamento em turismo e as redes no desenvolvimento local - O caso da região Oeste”, de Dulcineia Basílio Ramos, chegaram à final, assim como a dissertação de mestrado de Tiago José Rodrigues Lopes, intitulada: “Destination readiness to the needs and demands of Millennials: Centro de Portugal Case Study”.

O Vice-diretor do Programa Doutoral em Turismo, Armando Luís Viera, reforça o bom desempenho dos diplomados em Turismo pela UA, adiantando que ele resulta da forte tradição de ensino e investigação na área do turismo. "A UA criou a 1ª Licenciatura em Turismo em Portugal em 1988; o 1º Mestrado em Turismo em 2001; o 1º Doutoramento em Turismo em 1995 (atualmente a funcionar com ano curricular); a 1ª revista científica em Turismo em Língua Portuguesa (Revista de Turismo & Desenvolvimento); possui uma Unidade de Investigação FCT classificada com Excelente, com um Ramo de Turismo e Desenvolvimento; organiza um dos maiores Congressos de Turismo (INVTUR 2010, 2012, 2014 e, em breve, 2017) ao nível da Europa. Tudo isto se deve a uma aposta na criação de uma vasta rede de ligações nacional e internacional - Aveiro possui o corpo de Doutores em Turismo mais numeroso em Portugal”, conclui.

O júri final dos Concursos de Teses Académicas, foi presidido por António Martins, em representação da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento da Região Centro, estando a entrega de prémios marcada para o “Vê Portugal” - 4.º Fórum de Turismo Interno, que se realiza de 29 a 31 de maio, em Leiria.